Lugano, ex companheiro de Nenê, pode ajudar o São Paulo a contrata-lo

26/01/2018 às 14h08 - FUTEBOL
Foto: Reprodução da internet Nenê e Lugano no PSG
Nenê e Lugano no PSG

Diego Lugano está em vias de acertar seu retorno ao São Paulo, agora em nova função, institucional, fora do campo. Nos bastidores do clube, a volta do ídolo é dada como definida. 

O uruguaio retornou ao Brasil e, inclusive, não é descartado que ele esteja com o Tricolor no clássico deste sábado, no Pacaembu, contra o Corinthians. Trata-se de uma possibilidade. 

Ainda que seu trabalho daqui para frente tenha um alcance além do futebol, uma de suas primeiras missões pode estar na hipótese de o clube contratar o meia-atacante Nenê, do Vasco. 

Lugano e Nenê atuaram juntos no PSG, da França, entre meio de 2011 e fim de 2012. A relação entre eles se fortaleceu desde então. O uruguaio não negociará, mas poderá entregar ao São Paulo um diagnóstico do reforço, e, caso ele seja mesmo contratado, ser também uma peça importante em sua adaptação à equipe. 

Nenê, de 36 anos, tem acordo com o São Paulo e até já se despediu dos companheiros de Vasco. O salário dentro dos padrões que a diretoria deseja pagar e a escassez de jogadores experientes e com poder de decisão no mercado o tornaram atraente. 

Em seu retorno ao Tricolor, muitíssimo próximo de se tornar oficial, Lugano não ficará restrito ao futebol. O clube pretende que o ídolo o represente em várias esferas. No futebol sul-americano, por exemplo, Lugano goza de prestígio em entidades como a Conmebol. Capitão da seleção uruguaia por quase uma década, ele poderá transitar nesses meios. 

É um erro pensar, portanto, que Lugano fará parte da comissão técnica de Dorival Júnior. Ele irá frequentemente ao CT da Barra Funda, assistirá ao máximo possível de treinamentos e terá mais contato com jogadores do que com dirigentes do São Paulo, mas seu cargo será, assim como os de Raí e Ricardo Rocha, diretivo. 

Fonte: Globoesporte.com