Madson ganha massa muscular para evitar lesões

Em 30/09/2016 09:32
 
MadsonMadson
Foto: Carlos Gregório Jr-Vasco

Franzino, Madson chegou ao Vasco no início de 2015 e logo ganhou dos companheiros o apelido de "Canelinha", fruto de suas pernas finas. O biótipo do lateral fez com que o centro de saúde do clube (Caprres) elaborasse um programa de fortalecimento físico que, após um ano, já causa efeito: o jogador, hoje, possui 4kg de massa muscular a mais.

Mais forte, Madson cumpriu etapas não só de musculação como de suplementação e nutrição, sendo supervisionado pelos profissionais para que não perdesse o que tem de maior qualidade: a velocidade.

Neste sábado, contra o Náutico, em Recife (PE), o lateral direito completará 100 jogos com a camisa cruzmaltina querendo dar ainda mais seguimento à sua história no clube.

"Tenho esse privilégio. Está sendo uma emoção muito grande para mim realizar esse feito nesse grande clube. Desde que cheguei, tive muitas felicidades, algumas tristezas. Procuro me doar ao máximo, honrar a camisa. Espero que não possa parar por aqui, que eu possa fazer o jogo 100, 200, 300. É um clube pelo qual quero marcar história", disse à TV Globo.

Além de deixá-lo mais resistente a lesões, fato que ocorria muito em sua carreira, o programa de fortalecimento muscular de Madson também teve como objetivo aprimorar ainda mais outra arma sua: as cobranças de lateral diretamente para área adversária, que já resultaram em três gols na temporada.

Apesar de possuir prestígio, fato que o fez ser titular absoluto em quase todo o seu período em São Januário, Madson enfrenta pela primeira vez uma forte concorrência, o que o colocou na condição de reserva de Yago Pikachu. O lateral só será titular neste sábado porque seu companheiro está suspenso.

Madson renovou recentemente seu contrato até junho de 2019.