Mando de campo é vendido para Boavista e usará dinheiro para pagar dívidas

04/03/2018 às 08h36 - FUTEBOL

Ainda devendo dezembro, 13º e férias, o Vasco apelou para uma de suas maiores torcidas fora do Brasil para amortizar um pouco os combalidos cofres cruzmaltinos. O clube vendeu seu mando de campo e enfrentará o Boavista neste domingo, às 19h30, no estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES).

Apesar de não confirmar oficialmente, parte da verba deste jogo servirá para pagar o próprio time de Bacaxá (RJ), em dívida contraída pela gestão passada.

O clube recentemente levou um calote da empresa Lasa Indústria Farmacêutica para um contrato de patrocínio máster e não recebeu os esperados R$ 10 milhões à vista acordados. Como desistiu da parceria, optará pela rescisão e também não irá esperar por improváveis mais R$ 8 milhões assinados em documentos.

Precisando de grana urgentemente, o presidente cruzmaltino, Alexandre Campello, foi à Brasília na última quinta-feira negociar dívidas fiscais com o governo e com a Caixa Econômica Federal, que poderá voltar a ser patrocinadora do clube. Para isso, no entanto, o Vasco precisará ficar em dia com Profut e FGTS para obter as certidões negativas de débito.

A diretoria também aguarda com ansiedade o mecanismo de solidariedade da Fifa referente à venda do meia Philippe Coutinho do Liverpool (ING) para o Barcelona (ESP). Nas próximas semanas os vascaínos deverão receber cerca de R$ 12 milhões. Os outros R$ 3 milhões serão pagos em duas parcelas até o início de 2019.

Paralelamente, Campello conversa com outras empresas que demonstraram interesse em patrocinar o Vasco em outros espaços do uniforme.

As folhas em atraso para jogadores e funcionários deverão ser pagas de maneira parcelada.

Equipe mantida

Em campo, o técnico Zé Ricardo deverá manter a equipe que venceu o Macaé na última quarta-feira por 2 a 1. Embora tenha se classificado para a fase de grupos da Libertadores, o Vasco só entra em campo no próximo dia 13, quando quando recebe a Universidad de Chile (CHI) em São Januário.

As únicas dúvidas são o meia Wagner, considerado titular, e o atacante Rildo, que é reserva. Os dois deixaram o campo com dores e foram substituídos no jogo de meio de semana.

Fonte: UOL Esportes