Martín Silva e Leandrão falam sobre momento do Vasco na Série B

Em 07/10/2016 08:22
 
LeandrãoLeandrão
Foto: Vasco

Durante o temporal na manhã desta quinta-feira (6), em Manaus, o Vasco da Gama realizou o primeiro treino em campo, na Arena da Amazônia, que durou 47 minutos e contou apenas, praticamente, com os jogadores reservas. O único titular que participou dos trabalhos com o técnico Jorginho no estádio foi o goleiro Martín Silva. Além de ensaiar jogadas de finalizações pelas laterais, o grupo de dez jogadores de linha foi dividido em duas equipes com cinco atletas para um treino tático em campo reduzido.

Os demais atletas da equipe principal, entre os quais o craque Nenê, ficaram no hotel fazendo exercícios de condicionamento físico. O meia Nenê, inclusive, desembarcou na madrugada desta quinta-feira na capital do Amazonas. Mas desde a última quarta-feira à tarde, o grupo do Cruz-Maltino está em Manaus se preparando para o jogo contra o Londrina-PR, neste sábado (8), às 17h30, pela 30ª rodada da Série B do Brasileiro. Na véspera da partida, a equipe completa, com os titulares e reservas, irá treinar nesta sexta-feira, às 16h, na Arena da Amazônia.

Pela primeira vez de fora da liderança da Segundona, a equipe do Gigante da Colina, que atualmente ocupa a posição de vice-líder, espera reencontrar em Manaus o caminho da vitória após sofrer duas derrotas consecutivas, por 3 a 1 (diante do Náutico-PE e Paysandu-PA). Após o treino encerrar sob a forte chuva, o goleiro Martín Silva comentou sobre os últimos reveses do Vasco na competição, que foram alvos de críticas de parte da torcida cruzmaltina no desembarque do time carioca no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

“É uma fase que estamos atravessando, esperamos que (os torcedores) nos acompanhem e apoie o time para termos de novo uma resposta dentro de campo. A saída da liderança (da Série B) não afetou tanto assim, mas o que afetou foram as duas derrotas consecutivas fora de casa. O que mais preocupa é a queda de rendimento depois de um bom jogo”, disse o goleiro uruguaio.

O atacante Leandrão também lamentou os resultados negativos em campo. Mas confia em uma recuperação da autoestima do time do Vasco. “Com os resultados nas duas rodadas (passadas), tivemos apoio no aeroporto e no hotel (em Manaus). Temos tudo para fazer nossa parte dentro de campo e conseguir um bom resultado no sábado. Nós jogadores nos cobramos bastantes, ficamos chateados pelo resultado da última rodada (quando perdeu, de virada, para o Paysandu, na terça-feira), porque estávamos ganhando o jogo”, declarou o atacante.

Amenizando qualquer crítica à queda do Cruz-Maltino no G-4 da Série B, o auxiliar técnico Zinho, afirmou serem ‘coisas do futebol brasileiro’ os protestos dos torcedores e que o clima dentro da equipe pode ser melhorado. “É usar a experiência da nossa carreira, não só como atleta, mas em outras funções. Entender que há uma oscilação e ao mesmo tempo cobrar, corrigir esses erros e motivar trazendo a confiança aos nossos jogadores”, comentou Zinho, que falou sobre o favoritismo depositado no Vasco. “Sempre somos colocados como aquela equipe que já subiu e já ganhou. Mas sabemos que precisa ser dentro do campo”. disse o auxiliar.

Nesta quinta-feira à noite, o time do Londrina, quarto colocado no G-4 e vindo de três vitórias seguidas no Brasileiro, está prevista de desembarcar em Manaus. O único treino do grupo paranaense na cidade será nesta sexta-feira, às 16h, no Estádio Carlos Zamith, no Coroado.