Nenê: 'Impossível não é. No futebol, nada é impossível'

Em 19/09/2016 13:56
 

A decisiva partida contra o Santos, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, está se aproximando. Para superar o Alvinegro Praiano e se manter vivo na luta pelo título da competição nacional, o Vasco da Gama vem treinando diariamente no Complexo Esportivo de São Januário. Na manhã desta segunda-feira (19/09), não foi diferente. O treinador Jorginho comandou uma atividade tática visando fazer ajustes na equipe.

Líder do ranking de assistências no futebol brasileiro em 2016, o meio-campo Nenê está confirmado na importante partida. Foi o camisa 10 o escolhido para conceder entrevista coletiva ao término das atividades no gramado. Durante o bate-papo com os jornalistas, o armador reconheceu a qualidade da equipe santista, mas se mostrou confiante ao ser perguntado sobre a possibilidade de classificação para as quartas de final do torneio.

- Impossível não é. No futebol, nada é impossível. É claro que será um jogo difícil, complicado, uma partida perigosa, mas estamos dentro de casa e confiamos bastante na força do nosso grupo. Não podemos dar espaço para o Santos, temos que buscar pressioná-los o máximo possível e marcar o primeiro gol cedo. Depois, teremos que ir para cima em busca do segundo para fazer a diferença necessária para a garantia da classificação - afirmou Nenê.

Diante do clube paulista, o Vasco espera contar com o apoio do mais importante dos aliados: o torcedor. Para ver São Januário transformado num verdadeiro Caldeirão, a diretoria cruzmaltina abaixou o preço dos ingressos (veja). Os jogadores vascaínos, através das redes sociais, manifestam a importância do apoio da torcida na quarta-feira (21). Xodó dos seguidores da cruz de malta, Nenê fez coro aos companheiros.

- A presença da torcida é fundamental. Nós sempre dissemos isso, não é de hoje que falamos a importância de um estádio cheio, desde que estou aqui nós frisamos isso. Agora precisamos mais do que nunca. É o jogo do ano e realmente a força da torcida irá nos ajudar muito. Espero que eles venham em peso, fazendo de São Januário o Caldeirão que sempre foi - declarou o meio-campista.

No primeiro jogo, realizado na Vila Belmiro, o Santos venceu pelo placar de 3 a 1. O gol vascaíno foi marcado nos minutos finais pelo atacante Éder Luis. Para avançar de fase, portanto, o Vasco precisará vencer por 2 a 0. O retrospecto recente do confronto em São Januário é animador. O Gigante venceu as últimas seis partidas que disputou contra o Peixe no Caldeirão, quatro delas por dois ou mais gols de diferença.

- Temos que prestar mais atenção na bola parada deles, algo que sempre foi o nosso forte. É preciso concentração total, até para que uma coisa simples não atrapalhe todo o nosso trabalho. Não podemos dar espaço para os jogadores de meio-campo. Além disso, precisamos acreditar no nosso potencial. Temos condições de virar o placar e conquistar a classificação. O time não estava obtendo resultados satisfatórios e ficou um tempo sem sua identidade, ou seja, de ter intensidade do primeiro ao último minuto e ser protagonista. Voltamos a fazer nos últimos dois jogos e precisamos continuar fazendo - concluiu o artilheiro cruzmaltino na temporada, com 19 gols.

Fonte: Site oficial do Vasco