Nenê pode se consolidar o artilheiro do Vasco com menos gols no Brasileiro

21/11/2017 às 20h05 - FUTEBOL
Foto: Luciano Belford/AGIFNenê
Nenê

O Vasco está prestes a alcançar uma marca negativa ao fim deste Brasileirão. A equipe, que tem o quarto pior ataque da Série A (37), à frente de Avaí (27), Ponte Preta (34) e Atlético-GO (36), ​tem Nenê e Luis Fabiano como artilheiros da equipe, ambos com cinco gols. O atacante não joga mais em 2017. Caso o camisa 10 não marque quatro vezes em duas partidas, o clube terá o artilheiro com menos gols em toda a sua história no Campeonato Brasileiro de pontos corridos. 

Dentre os 20 times que disputam a Série A 2017, o Vasco é, ao lado do Atlético-PR, o clube cujo o artilheiro tem o menor número de gols. Como Nenê, Guilherme e Sidclay, do Furacão, somam cinco gols. Na era dos pontos corridos, o meia Morais marcou apenas oito gols em 2006 e ostenta o posto de "pior" artilheiro da história do Cruz-Maltino. Confira a lista: 

2003: Marcelinho Carioca (9 gols) 
​2004: Petkovic(18 gols) 
​2005: Romário (22 gols) 
​2006: Morais (8 gols) 
​2007: Leandro Amaral (14 gols) 
​2008: Edmundo (13 gols) 
​2010: Eder Luis (9 gols) 
​2011: Diego Souza e Elton (11 gols) 
​2012: Alecsandro (10 gols) 
​2013: André (12 gols) 
​2015: Nenê (9 gols) 
​2017: Nenê e Luis Fabiano (5 gols). 

A marca, que pode ser consolidada este ano, fica ainda mais alarmante por conta da história do Vasco neste quesito. O Cruz-Maltino ​é o clube com jogadores que mais vezes foram artilheiros na história do Campeonato Brasileiro, totalizando oito postos de mais gols alcançados por um jogador na competição:

​​Roberto Dinamite: 1974 e 1984, com 16 gols em ambos. 
​Paulinho: 1978, com 19 gols. 
​Bebeto: 1992, com 18 gols. 
​Edmundo: 1997, com 29 gols. 
​Romário: 2000, 2001 e 2005, com 20, 21, e 22 gols respectivamente. 

É importante também destacar: os três maiores artilheiros da história do Campeonato Brasileiro são ídolos, campeões e contam com passagens marcantes com a camisa do Vasco: Roberto Dinamite, com 190 gols, Romário, com 154, e Edmundo, que soma 153. 

A missão de Nenê será complicada, já que, nesta edição, o jogador não marcou dois gols em nenhuma das 29 partidas que disputou. Os adversários do Vasco são Cruzeiro, no Mineirão, e Ponte Preta, em São Januário. Com 50 pontos e na nona colocação, o time de Zé Ricardo ainda sonha com uma vaga no G-7 do Campeonato Brasileiro. 

 

Fonte: Esporte Interativo