No sistema defensivo, Martín é o único que consegue manter boas atuações

Em 03/10/2016 14:16
 

Apesar de manter a liderança desde a primeira rodada da Série B, o momento do Vasco no ano não é dos melhores. A equipe, que chegou a ficar 32 jogos sem saber o que é derrota durante a temporada, hoje, venceu apenas três das últimas 12 partidas, contando Série B e Copa do Brasil. 

Eliminado pelo Peixe na competição mata-mata – torneio era tratado como a cereja do bolo para o Cruz-Maltino em 2016 – o time agora foca suas atenções apenas na Segunda Divisão. 

Na derrota para o Náutico por 3 a 1, no último sábado (1º), o Vasco teve desempenho muito abaixo do esperado, principalmente, no primeiro tempo e viu o Timbu dominar o confronto. O técnico Jorginho lamentou a falta de intensidade da equipe no duelo. 

“O primeiro tempo foi atípico. Não é comum nós entrarmos sem intensidade. Isso foi muito mais determinante do que a organização”. 

Defesa em mau momento 

A fase instável do Vasco na temporada pode ser traduzida em números. Nos últimos 12 jogos do time, são apenas três vitórias, cinco empates e quatro derrotas. Parte da queda de rendimento do Cruz-Maltino é explicada pelo sistema defensivo que, exceto pelo goleiro Martín Silva, está abaixo das atuações seguras do primeiro semestre. 

A equipe foi a que mais sofreu gols dentre os seis primeiros colocados da Série B, com 30 tentos em 28 jogos. O técnico Jorginho tem promovidos mudanças no time titular jogo a jogo, principalmente, nas duas laterais e na posição de primeiro volante. 

Desfalques na próxima partida 

Para o próximo jogo da equipe na Série B, o técnico Jorginho não contará com o meia Nenê, suspenso, e o volante Douglas, com a Seleção sub-20. Se o primeiro ainda busca a sua melhor forma, o segundo vem sendo um dos destaques do time nas últimas partidas. O treinador ainda não revelou quem entra na vaga da dupla.