'Nunca vi um time reverter tantas partidas', diz Wellington

05/04/2018 às 13h50 - FUTEBOL

O Mineirão estava lotado e o Cruzeiro entrou em campo disposto a manter os 100% de aproveitamento atuando dentro de seus domínios na temporada de 2018. Quando a bola rolou, porém, a Raposa não encontrou facilidade. Bem armado pelo técnico Zé Ricardo, o Vasco da Gama não ligou para a pressão vindas arquibancadas e fez uma exibição exemplar, não permitindo que o adversário tivesse o domínio da partida.

Para o volante Wellington, não seria exagero se o Cruzmaltino saísse de campo com o resultado positivo. O camisa 7 citou as oportunidados criadas ao longo dos noventa minutos e enalteceu o poder de concentração demonstrado pelo time vascaíno. O sistema defensivo, que passou em branco após seis jogos, também foi bastante elogiado pelo jogador, titular absoluto desde o segundo semestre do ano passado.

- Mudamos de atitude. Vínhamos sofrendo muitos gols, algo que não é normal do nosso time. É só pegar o exemplo do ano passado, quando sofríamos poucos gols. Hoje tivemos uma consistência defensiva muito boa. Fiquei feliz pelo desempenho, em especial do Paulão e do Erazo. Eles mostraram que são realmente jogadores de alto nível. É fundamental exaltar a linha defensiva - declarou o volante, completando logo em seguida.

- O Vasco jogou como time grande, buscou o gol, criou oportunidades. Daqui para frente esse tem que ser o espírito. É difícil tirar ponto do Cruzeiro aqui dentro. É uma equipe grande e de muita tradição. Só que o Vasco também é Gigante. Viemos aqui em busca do resultado positivo, da vitória, mas o empate não foi ruim porque jogamos fora de casa contra um adversário de peso - acrescentou o camisa 7.

Por ter recebido o terceiro cartão amarelo no primeiro jogo, Wellington não estará à disposição da comissão técnica para a partida de volta da decisão do Campeonato Carioca. O volante não será o único desfalque para o duelo com o Botafogo. Além dele, Giovanni Augusto, Rildo e Paulinho não poderão atuar. Em virtude disso, assim como em suas exibições mais recentes, o Cruzmaltino terá que demonstar seu poder de superação.

- Isso faz parte da história do Vasco. Há muito tempo que o clube faz gol no último minuto e tiro isso de lição pela torcida, que não desiste e sempre acredita. Eles cantam do começo até o fim. Isso transfere para o campo e nós jogadores passamos a acreditar que é possível. É impressionante! Em toda a minha trajetória no futebol, eu nunca vi um time reverter tantas partidas e fazer tantos gols no final - disse Wellington.

Fonte: Site oficial do Vasco