Opinião: A renovação vascaína...

Em 25/09/2016 14:20
 

Jorginho reequilibrou o time do Vasco, avançando jovens laterais para a linha intermediária, e confirmou a liderança da Série B vencendo o vice-líder Atlético-GO por 2 a 0, em São Januário.

Pikachu (24), Allan Cardoso (18) e Douglas Luís (18) ocuparam a faixa habitada por Diguinho (33), Andrezinho (32) e Nenê (35) e o nível de competitividade foi outro, embora longe do ideal.

Mas é o caminho.

O time com média de idade de 28,4 anos mostrou-se com mais mobilidade _ melhorando a partir da entrada de Caio Monteiro (18) na fase final, baixando a média para 27,5.

Porque o Vasco tem mais a fazer do que só pensar na volta à Série A.

E não falo do título, mas do seu curto prazo.

E Jorginho sabe disso: jogar em alto nível com mais de 30 não é tarefa simples.

Tanto que já tentou aproveitar mais de um time de jovens da base, só em 2016 _ nem todos da mesma geração, nem todos numa mesma competição, nem todos com a regularidade que gostaria e precisava.

Me vem à cabeça: Jordi, Henrique, Luan, Jomar, Allan Cardoso; Andrey, Douglas Luís, Matheus Pet, Evander, Caio Monteiro e Hugo Borges.

Hein?

Teriam ainda Bruno Gallo, Thales e Renato Kaiser...

O técnico nem sempre poderá transformar os laterais em alas, mas claro está que este time do Vasco não deveria ter mais do que quatro "balzaquianos": Nenê Martin, Andrezinho e Rodrigo.

Resta saber, no entanto, quem ganha e a quem interessa ter no elenco esta penca de jogadores veteranos: Júlio César, Júlio dos Santos, Diguinho, Eder Luiz, Jorge Henrique, Leandrão, Rafael Marques, Marcelo Matos...

Quem me ajuda?

Fonte: Blog Futebol, Coisa & tal – Extra