Opinião: As eleições que todo clube deveria ter

08/11/2017 às 08h21 - POLÍTICA

Se tem algo a se aplaudir nas eleições do Vasco foi a atitude de nomes como Edmundo, Pedrinho e Felipe. Independentemente de resultado ou cor política, não se tem notícia de eleição em outro clube que tenha tido tanto envolvimento de grandes ídolos, juntos. 

A coincidência é que todos eles pedem "Fora Eurico". Também não se tem notícia de tantos ídolos de um só clube, fazendo oposição com tanto empenho a quem está no poder.  

Edmundo já vem desde as eleições de 2014 apoiando Júlio Brant. E faz questão de deixar claro que não tem intenção de cargo, numa possível vitória da chapa. Mas para a escolha desta terça, Pedrinho e Felipe, este último não pisava em São Januário a sete anos, somaram esforços para pedirem voto no candidato de oposição. 

Embora Euriquinho tenha assumido o microfone para bradar contra "assédio" aos jogadores do time, eles negam que tenham ligado para qualquer atleta. Afirmam, inclusive, não os conhecerem. 

O que os três assumem é que pegaram no telefone para ligar para sócios indecisos na reta final da campanha. Tarefa na qual se dedicaram com afinco nos últimos dias. 

Nas eleições do Vasco, na qual até rubro-negros votam, há de se prestar atenção não necessariamente na "voz das urnas", mas no grito que vem do gramado. 

Fonte: Blog da jornalista Gabriela Moreira - ESPN