Oposição vascaína pode lançar candidato único em 2017

Em 19/10/2016 08:19
 
VascoVasco
Foto: Kaio Machado

Cientes da força política interna de Eurico Miranda no Vasco, os grupos de oposição buscam uma aproximação e cogitam a possibilidade de lançar um candidato único para evitar a reeleição do dirigente na eleição do ano que vem.

A ideia já havia sido levantada no fim do ano passado, mas esfriou por conta das divergências de ideias entre as chapas. Agora, no entanto, ela voltou mais consistente pois há um consenso de que a união é o caminho mais plausível para se chegar à vitória nas urnas.

"É o que todos queremos. Uma oposição forte e unida. Um único candidato para vencermos", declarou um dos membros influentes de um dos grupos.

Já o integrante de outra chapa preferiu ser um pouco mais cauteloso:

"Ainda é cedo para falar sobre isso (oposição única)".

Segundo e terceiro colocado respectivamente na eleição de 2014, Julio Brant - da coligação Sempre Vasco e Cruzada Vascaína - e Roberto Monteiro - da Identidade Vasco - ainda não se manifestaram se irão lançar candidatura. Não está descartada também a possibilidade de um novo nome do cenário político surgir como o escolhido para representar a oposição.

Por conta da colocação no último pleito, a coligação de Brant ocupa, atualmente, 30 cadeiras no Conselho Deliberativo, como prevê o estatuto do clube.

Eurico forte

Vale lembrar que mesmo com os grupos de oposição unidos, bater Eurico Miranda nas urnas não será uma tarefa fácil, já que somando os votos de Julio e Roberto Monteiro em 2014, o atual presidente venceria, ainda que com uma margem bem pequena.

Na época, Eurico obteve 2.733 votos, contra 1.570 de Brant e 1.155 de Monteiro. Os dois últimos, somados, dariam 2.725. Ainda tiveram 60 abstenções e 60 votos que não foram validados por inadequação com as regras da eleição (inadimplência ou fora do prazo do ponto de corte, por exemplo).

Outra questão a se ressaltar é que Miranda, que enfrentou problemas de saúde nos últimos anos, ainda não manifestou oficialmente se buscará a reeleição ou se indicará um nome para assumir o cargo majoritário no Vasco.