Os altos e baixos de Eder Luis no Vasco

Em 13/09/2016 08:05
 
Eder LuisEder Luis
Foto: Paulo Fernandes / Vasco.com.br

Ele é daquele tipo de atacante que não tem costume de fazer gols. A prioridade é utilizar sua velocidade para desarmar as defesas adversárias e servir seus companheiros. Mesmo assim, foi de Éder Luís o gol do título da Copa do Brasil do Vasco, em 2011. A relação tinha tudo para perdurar, mas o jogador não conseguiu manter o bom rendimento e hoje, com 31 anos, virou um reserva de luxo no Cruzmaltino.

Ele chegou ao Vasco por empréstimo do Benfica em 2010 e logo conquistou a torcida com sua velocidade e boas jogadas em campo. No ano seguinte viveu o melhor momento no Cruzmaltino ao marcar o gol do título da Copa do Brasil. Na mesma temporada, o time fez ótima campanha no Brasileiro e ficou com o vice-campeonato – dois pontos atrás do Corinthians.

Em 2013, a história de Éder Luís começou a tomar um rumo diferente. Acabou emprestado para o Al-Nasr, dos Emirados Árabes, onde atuou em 22 jogos. Foi no exterior o início do drama. Com um problema crônico no joelho desde o início da carreira, resolveu optar por um método pouco tradicional para se livrar da questão. Motivado por um lateral direito da sua equipe, foi à Itália, em março de 2014, enxertar um menisco de cadáver no local.

O procedimento não deu nada certo e o atacante o retirou após voltar ao Brasil. Passou por um longo processo de fisioterapia em 2015, até conseguir voltar aos gramados em novembro do ano passado.

Éder Luís depositou toda sua expectativa para a temporada seguinte, mas não conseguiu reeditar os bons momentos vividos com a camisa do Vasco apesar de ter renovado contrato até o fim de 2017. Até o momento, ele soma 36 jogos pelo Cruzmaltino – apenas nove como titular.

Nessa temporada, o atacante teve dois grandes momentos na temporada. Em junho, ele marcou o gol da vitória sobre o Náutico, em São Januário. Contra o Santos, pela Copa do Brasil, voltou a deixar sua marca e manteve o time vivo na competição – jogo de volta será no dia 21.