Os pontos decisivos na vitória vascaína contra o Boavista

05/03/2018 às 08h13 - FUTEBOL

Vasco venceu mais uma de virada. Neste domingo, os cruz-maltinos venceram o Boavista por 4 a 3 no estádio Kleber Andrade, em Cariacica-ES. A equipe voltou a cometer muitos erros, como o frango de Martín Silva e mais um gol sofrido em bola aérea, mas mostrou garra e não desistiu. Foi recompensado com um gol aos 46 do segundo tempo marcado por Erazo.

Na base da insistência

Ninguém esperava que Martín Silva, acostumado a ser herói, tivesse uma falha feia no primeiro gol do Boavista. Apesar das dificuldades de furar o bloqueio defensivo do Boavista, o time não se abateu. Pelo contrário. Martelou e também contou com uma falha do goleiro adversário para empatar.

No segundo gol do Boavista, um problema recorrente da equipe. A falha em uma bola aérea. Na base do abafa, Thiago Galhardo marcou e empatou. Mas logo depois o adversário ficou à frente novamente. Nada de desânimo no Vasco, que conseguiu a virada com jogadas de pressão dentro da área do Boavista, primeito com Wagner e aos 46 do segundo tempo com Erazo.

Substituições deixam o time mais decisivo

Thiago Galhardo, Rildo e Riascos entraram na segunda etapa e deixaram o time mais produtivo e decisivo. Galhardo deu mais movimentação e marcou um gol. Rildo deu velocidade e capacidade de drible pela esquerda, e criou a jogada do gol de Galhardo. Riascos deu mais presença de área, brigou bastante e acertou a trave no lance do gol marcado por Erazo.

Saída de bola melhora

Um dos principais problemas do time na última partida, contra o Macaé, foi a ligação direta da defesa para o ataque, com Erazo e Paulão errando muito nos lançamentos. Contra o Boavista, Desábato ficou entre os dois, mais recuado, e ajudou bastante, assim como Evander e Wagner, que se mexeram mais e fizeram o time trocar mais passes.

Fonte: GloboEsporte.com