Pikachu fala sobre gritos da torcida de "Pikachu é Seleção"

31/05/2018 às 20h25 - FUTEBOL

Quarta-feira, na vitória por 1 a 0 do Vasco sobre o Paraná, em São Januário, Pikachu assumiu novamente seu papel de protagonista e marcou o gol que deu os três pontos ao time. Foi o seu 11º em 29 partidas este ano, e ele é o goleador da equipe. Por isso, o jogador acredita que vive seu melhor momento desde que chegou ao clube, em 2016.

Em sua primeira temporada, Pikachu quatro gols em 46 jogos. Na segunda, cinco em 42. Neste ano, ele tem atuado mais avançado, o que lhe deixa mais perto do gol adversário. Diante do ótimo momento, a torcida vascaína se entusiasmou e cantou "Ão, ão, ão, Pikachu é seleção" na partida contra o Paraná.

- Eu fico feliz por esse reconhecimento. Depois da lesão do Daniel Alves, muitas pessoas me marcaram nas redes sociais e pediram minha convocação. Mas tudo tem seu tempo. Continuo trabalhando no Vasco para um dia a oportunidade aparecer. Vivo meu melhor momento no clube. Muita confiança, gols saindo... - disse o jogador cruz-maltino.

Prova do moral alcançado por Pikachu é o fato de ter sido escolhido por Zé Ricardo para ser o capitão do time no último jogo. Ele ficou feliz com a responsabilidade e escutou brincadeiras dos companheiros após a vitória.

- Eu só tinha sido capitão uma vez, na minha despedida no Paysandu. Aí me deram a faixa como homenagem. Para mim foi uma surpresa ser o capitão, o Zé conversou comigo antes do jogo, já que eu sou um dos que estou há mais tempo aqui. Fiquei muito feliz com a responsabilidade. Graças a Deus deu certo. O pessoal até brincou, disseram que se eu continuar com a faixa e fizer gol, não tem problema nenhum. O Breno foi um dos que brincou. Mas isso não interfere em nada, o importante é ajudar.

Pikachu poderia ter feito mais um gol contra o Paraná. Ele e Ríos são os cobradores de pênaltis do Vasco, mas Giovanni Augusto tomou a bola, cobrou e o goleiro defendeu. Após o jogo, Zé Ricardo prometeu dar uma bronca no meia.

- Não sei se já conversou com ele. Normalmente o batedor ou sou eu ou o Ríos. Pedi a bola ao Giovanni, mas ele disse que estava muito confiante para bater. Não ia ser legal eu tirar a bola da mão dele e bater. Eu podia errar também. Ele se sentiu seguro, mas infelizmente perdeu - finalizou Pikachu.

O Vasco volta a campo no sábado, às 19h, em São Januário, para enfrentar o Botafogo. A equipe cruz-maltina tem 11 pontos em sete rodadas.

Fonte: Globoesporte.com