Por que o Vasco perdeu para o Vitória?

14/05/2018 às 07h59 - FUTEBOL

Os frios números da partida não explicariam por que o Vasco perdeu para o Vitória por 3 a 2 em São Januário neste domingo. O Cruz-Maltino finalizou mais (22 a 9), dominou a posse de bola (70%), mas simplesmente não teve a mesma eficiência do time baiano para vencer a partida.

O roteiro foi parecido com alguns dos últimos jogos perdidos pelo Vasco: muitos erros na defesa, pouca criatividade no ataque e certo descontrole em campo quando as coisas vão mal.

Erros individuais

A fase do Vasco já começa a fazer efeito até em alguns de seus jogadores mais regulares. É o caso de Desábato, que falhou feio no primeiro gol do Vitória, num momento em que o Vasco dominava completamente o jogo e criava boas chances. Num recuo errado para Martín, o argentino possibilitou a André Lima abrir o placar.

Num primeiro momento, até que o Vasco administrou bem o revés. Continuou atacando, encurralou o Vitória e chegou ao empate no pênalti de Pikachu. A movimentação de Ríos, saindo da área e distribuindo bons passes, era a principal arma.

Baianos mais eficientes

A perspectiva, portanto, era boa para o segundo tempo. Mas o Vasco não manteve o nível. Continuou atacando, mas começou a dar muitos espaços na defesa.

O Vitória, bastante recuado, aproveitou os erros do Cruz-Maltino. Primeiro, Rafael Galhardo deixou enorme espaço na direita para Lucas Fernandes invadir a área e fazer 2 a 1. Logo depois, Werley, contra, marcou após escanteio.

Ríos, o melhor do Vasco em campo ao lado de Pikachu, ainda diminuiu no fim. Mas apenas a inegável entrega dos jogadores do Vasco é pouco para alcançar os objetivos. O duelo com o Vitória mais uma vez deixou isso claro.

Fonte: GloboEsporte.com