Raio-X da Eleição do Vasco 2017

06/11/2017 às 21h28 - POLÍTICA

Nesta terça-feira (07), o Vasco da Gama vai decidir quem será o seu presidente pelos próximos três anos. Abaixo, confira um resumo com o que você precisa saber sobre o pleito e os candidatos.

COMO FUNCIONA A ELEIÇÃO?

O presidente do Cruzmaltino é eleito de forma indireta, e a eleição desta terça elege na realidade qual das três chapas será eleita para o Conselho Deliberativo da instituição, que elege de fato o presidente do clube. Quem vota nesta primeira fase são os sócios do clube.

A chapa vencedora terá 120 membros no Conselho Deliberativo, que conta com um total de 300 cadeiras [150 de antigos beneméritos e 30 da chapa que ficar em segundo lugar no pleito marcado para terça (07)]. Somente então o presidente será, de fato, eleito. Ainda que um outro candidato, que não seja o da chapa vencedora, tenha chance, dentro do clube a tradição é de fazer valer o resultado da primeira votação.

QUAIS SÃO OS CANDIDATOS E SUAS PROPOSTAS

Julio Brandt (chapa Sempre Vasco Livre), Fernando Horta (Mudança com Segurança) e o atual presidente Eurico Miranda (Reconstruindo o Vasco) são os candidatos.

BRANT FOCA EM CT INTEGRADO

Julio Brant é o principal opositor da situação, e tenta pela segunda vez chegar ao cargo maior em São Januário. Recentemente, o candidato ganhou força ao se unir com a chapa encabeçada por Alexandre Campello.

Apoiado por ídolos históricos, como Mauro Galvão, Edmundo, Felipe e Pedrinho, a proposta maior da chapa Sempre Vasco Livre é construir um CT que integre em sua totalidade o futebol de base e profissional. Além disso, Brant promete reorganizar a gestão vascaína e estudar uma obra para aumentar a capacidade do estádio de São Januário para 33 mil pessoas – além de aumentar o conforto do torcedor dentro de sua casa.

HORTA SE CONCENTRA NO FUTEBOL PROFISSIONAL

Vice-presidente sob o comando de Eurico Miranda em um passado recente, Fernando Horta passou boa parte de sua candidatura buscando se desvencilhar da proximidade em relação ao atual mandatário. Horta vê a necessidade da construção de um CT para o clube, e de uma leve reforma em São Januário.

O principal na campanha de Horta está focado na montagem de um time competitivo, um “grande time” nas palavras do candidato. Tudo isso baseado em uma melhor gestão financeira no departamento de futebol.

EURICO FALA DE PROJETO PARA SÃO JANUÁRIO

Já o atual presidente Eurico Miranda, que busca a reeleição, quer seguir com o que chama de ‘reconstrução’ da instituição: equacionar as finanças vascaínas, dar seguimento a um projeto para aumentar a capacidade do estádio de São Januário para 45 mil pessoas.

Eurico Miranda também prometeu montar um elenco mais forte para 2018 e garantiu ser inocente das acusações, feitas a ele, de irregularidades, e confia na honestidade do processo de votos. 

Fonte: Goal.com