Ramon faz pedido aos jogadores

30/10/2017 às 12h45 - FUTEBOL

Destaque do Vasco da Gama em sua arrancada no Campeonato Brasileiro, Ramon sofreu uma lesão no clássico contra o Flamengo, disputado no último fim de semana no Maracanã. O lateral-esquerdo rompeu parcialmente o ligamento cruzado anterior do joelho direito e não estará à disposição do técnico Zé Ricardo para a sequência da temporada. O jogador já iniciou o tratamento na Colina Histórica.

Titular da equipe campeã da Copa do Brasil em 2011 e com mais de 100 jogos disputados com a camisa cruzmaltina, o camisa 6 esteve em São Januário na desta segunda-feira (30/10) e recebeu o carinho da direção, comissão técnica e companheiros. Após ser avaliado pelo CAPRRES, Ramon concedeu entrevista coletiva e fez questão de agradecer aos torcedores pelas inúmeras mensagens de apoio recebidas após o diagnóstico.

- Eu nunca tive uma lesão tão séria na minha vida e pensei que iria passar a minha carreira inteira dizendo que nunca sofri algo sério. Foi um dia difícil, foi bastante complicado dormir, só fiz isso na marra. Sai do jogo aos prantos, todo mundo viu. Voltei para cá após atravessar um momento difícil da minha vida, os familiares sabem o que passei, e depois disso ter um cruzado é triste. Venho recebendo um apoio muito grande de todos. Foi incrível o que fizeram nas redes sociais, até por isso pedi para falar hoje. Não tenho como agradecer um por um, mas li todas as mensagens. Isso me dá força para retornar bem - afirmou o lateral, sem esconder a emoção.

Embora ainda não tenha certeza da data exata do retorno, Ramon sabe onde quer fazer sua reestreia com a camisa vascaína. Durante o bate-papo com os jornalistas, o lateral-esquerdo revelou que fez um pedido especial ao grupo cruzmaltino no momento do reencontro: a classificação para a Taça Libertadores da América de 2018. De acordo com o camisa 6, o elenco está focado e possui plenas condições de alcançar o objetivo traçado.

- O Vasco é minha casa, onde sou feliz, onde me sinto bem. Eu brinquei com o pessoal no vestiário e pedi para eles se virarem para conquistar essa vaga, pois quero reestrear na Libertadores. Que o objetivo seja alcançado. Se for alcançado, eu deixarei o meu melhor nos jogos. Eu sempre brinco que é preciso sempre deixar a vida no campo. Tenho certeza que vou voltar muito melhor e mais forte. Sou um servo de Deus e tenho certeza que irei tirar uma lição de tudo isso que está acontecendo. Vou aprender e amadurecer de alguma forma, tenho certeza disso - disse Ramon.

A ausência de Ramon fará a comissão técnica recorrer ao trabalho de excelência desenvolvida na "Fábrica de Craques" do Gigante da Colina. Isso porque Henrique e Alan Cardoso, que possuem mais de 10 anos de casa, são as opções para o setor daqui para frente. O experiente lateral-esquerdo desejou sorte e pediu um voto de confiança do torcedor aos companheiros de posição.

- Eu peço a torcida que esteja do lado do nosso time nesse momento decisivo. É uma fase muito importante. A cobrança interna pela conquista dessa vaga é grande. Éramos taxados no início como uma equipe que brigaria contra o rebaixamento, mas provamos para nós mesmos que podemos brigar lá em cima. É fundamental dar apoio ao Henrique e ao Alan. O Henrique, teoricamente, deve começar jogando. Agora não é hora de criticar ou de apontar o dedo. É o momento de colocar para cima, por mais que numa determinada partida algum deles não conseguir corresponder. Eu joguei partida aqui e não fui bem, mas a torcida me apoiou. Que faça isso com o Henrique e o Alan também. Temos que nos unir, jogadores, direção e torcida, para terminarmos o Brasileiro com o nosso objetivo - concluiu.

Fonte: Site oficial do Vasco