Relembre dez grandes jogos entre Vasco e Flamengo

Em 01/08/2010 08:59
 

Vasco e Flamengo se enfrentam neste domingo, às 18h30, no Maracanã, em busca dos três pontos para seguir na briga no Campeonato Brasileiro. O embate revive uma rivalidade histórica em Campeonatos Brasileiros, e coloca frente a frente duas das maiores torcidas do Brasil.

A equipe flamenguista, é a sétima colocada no torneio nacional com 16 pontos, e precisa vencer para se manter na luta pelo bicampeonato. Já o Vasco, em 15º, com 13 pontos, quer triunfar para igualar a pontuação do rival e afastar o fantasma do rebaixamento, que já assombrou a equipe em 2008.

Por isso, o Terra listou alguns dos principais choques entre os dois arquirrivais em Campeonatos Brasileiros e relembrou grandes momentos do clássico na principal competição do País.

Confira abaixo os confrontos:

06/10/2001 - Vasco 5 x 1 Flamengo - não demorou muito para que o time de São Januário devolvesse os 4 a 0 sofridos em 1999. Apenas dois anos e quatro dias após o revés, Romário resolveu devolver na mesma moeda e marcou três gols na sua ex-equipe, no que foi o maior massacre do Vasco sobre o Flamengo em Brasileiros.

O atacante estava inspirado naquela tarde de outubro, principalmente porque havia recebido ameaças da torcida vascaína antes do jogo. Como resposta, o camisa 11 destruiu. Gilberto abriu o placar, mas Romário fez o segundo, o terceiro e o quarto gol, e simplesmente acabou com o jogo. Euller ainda faria o quinto, enquanto Bruno Carvalho descontou. Vasco 5 a 1 no Flamengo.

02/10/1999 - Flamengo 4 x 0 Vasco - o time alvinegro tinha Hélton, Júnior Baiano, Odvan, Jorginho, Juninho Pernambucano, Viola, Pedrinho e Romário. Mesmo assim, foi goleado pela equipe rubro-negra e sofreu a sua maior derrota no clássico em Brasileiros.

O destaque da partida foi o sérvio Petkovic, autor de dois gols. Além dele, Adriano e Edílson fizeram os outros tentos flamenguistas na goleada, assistida por 60 mil pagantes. O técnico do clube rubro-negro era Zagallo, e o goleiro ainda era Júlio César, que defendeu a Seleção no Mundial de 2010. Na zaga, Juan e Gamarra, com Athirson na lateral e Alex no meio.

03/12/1997 - Vasco 4 x 1 Flamengo - o dia 9 de dezembro era histórico para a torcida do Flamengo, já que nesse dia, em 1978, o time rubro-negro venceu o Vasco na final do segundo turno do Carioca e foi campeão estadual com um gol de Rondinelli, que ficaria conhecido como \"o Deus da Raça\". Só que, no dia do 19º aniversário, foi o clube alvinegro que acabou comemorando.

Pela fase final do Campeonato Brasileiro de 1997, os dois rivais caíram na mesma chave e disputavam uma vaga na decisão. Melhor para o Vasco, que tinha Edmundo. O atacante comandou a goleada da equipe alvinegra com três gols e levou o time de São Januário rumo ao seu terceiro título nacional. Maricá fez o outro tento vascaíno, enquanto Júnior Baiano descontou.

01/07/1992 - Flamengo 2 x 0 Vasco - pelo segundo turno da chave A da fase final, o confronto era de vida ou morte, já que cada um estava com três pontos ganhos e um revés praticamente eliminaria o perdedor da disputa pelo caneco. Além disso, em março, o Vasco havia goleado por 4 a 2, gols de Bebeto (2), Edmundo e Flávio Paiva. Era hora da vingança rubro-negra.

Logo no começo, o atacante do time cruzmaltino Gaúcho chutou na trave. O clima era tenso, e a violência da semana anterior continuava. Luis Carlos Winck fez, contra, o primeiro do Flamengo na partida, e Jorge Luís foi expulso pelo lado vascaíno. A partir daí, foi uma verdadeira pressão rubro-negra, que poderia ter goleado. No final, Nélio foi lançado por Júnior e estufou as redes do rival, dando números finais ao clássico.

28/06/1992 - Vasco 1 x 1 Flamengo - pela fase final do Campeonato Brasileiro daquele ano, os dois arquirrivais caíram na mesma chave que os paulistas do São Paulo e do Santos, e apenas o campeão do grupo avançava à decisão para disputar o título. Por isso, cada jogo era uma final, e Vasco e Flamengo duelaram pela primeira vez pelo turno inicial do grupo.

Em uma partida que foi uma verdadeira guerra, marcada por muita violência e lances polêmicos, o nome da noite foi o lateral esquerdo Júnior, artilheiro do dia com dois gols. Cada um deles favoreceu uma das duas equipes, já que o craque do time rubro-negro fez um tento a favor, aos 37 minutos do primeiro tempo, e outro contra, aos 30 da etapa complementar, empatando o embate e deixando o Santos como líder da chave.

05/11/1989 - Flamengo 2 x 0 Vasco - o time vascaíno era o melhor do Brasil. Com Sorato, Bebeto, Bismarck, entre outros, a torcida cruzmaltina cantava uma goleada sobre os flamenguistas nos dias que antecederam o clássico. Só esqueceram de avisar o jovem Bujica, de apenas 20 anos, recém promovido das categorias de base do time rubro-negro e que substituía o ídolo Bebeto, agora no rival, que acabou expulso no duelo.

Com dois gols, Bujica calou a torcida do Vasco e decretou uma das maiores vitórias do Flamengo sobre o rival em Brasileiros. O primeiro tento foi aos 30min da etapa inicial, após um chute de Luís Carlos e um rebote do próprio Bujica. O segundo, no tempo complementar, quando Zico cruzou e o jovem atacante apenas completou na pequena área. Naquele ano de 1989, o clube cruzmaltino se consagraria como campeão nacional poucos dias após esse revés.

20/09/1987 - Flamengo 2 z 1 Vasco - no que foi o penúltimo encontro entre Zico e Roberto Dinamite em Brasileiros, os dois rivais fizeram um jogo digno de um clássico no Maracanã, pela primeira fase da competição. Cerca de 29 mil pessoas acompanharam o confronto, que contou com craques como Renato Gaúcho, Bebeto, Nunes, Zinho, Aílton e Leandro do lado rubro-negro, e Mazinho, Donato e Romário do lado cruzmaltino.

O embate acabou com vitória flamenguista, que seguiria firme rumo ao título da Copa União. Zico e Bebeto fizeram os tentos da equipe da Gávea, enquanto Dinamite, sempre ele, fez o gol do Vasco da Gama. A era dos dois maiores ídolos da história dos clubes estava prestes a terminar.

08/05/1983 - Flamengo 1 x 1 Vasco - pelas quartas de final do Brasileiro, o time rubro-negro havia vencido a partida de ida por 2 a 1, mas estava sendo derrotado por 1 a 0 no duelo de volta até os 44 minutos do segundo tempo, com um gol do vascaíno Elói. Só que Zico fazia um grande jogo no Maracanã e a grande maioria dos 121.353 pagantes era flamenguista, e não parava de empurrar a equipe.

Faltando um minuto para o fim do confronto, quando Mozer lançou, Elder deu de calcanhar para Adílio, que avançou com a bola, invadiu a área e tocou de lado para o camisa 10 rubro-negro, que não perdoou. Aos 44 minutos e 40 segundos da etapa complementar, o Flamengo empatou o embate e seguiu firme rumo ao tricampeonato. Dinamite ainda foi expulso em seguida.

07/09/1975 - Vasco 4 x 2 Flamengo - no dia da comemoração do 153º aniversário Independência do Brasil, os arquirrivais se encontraram no Maracanã diante de um público de 46.567. A torcida carioca viu um dos maiores encontros entre cruzmaltinos e rubro-negros, em um jogo que entrou para a história.

Na primeira etapa, Roberto Dinamite abriu o placar aos 25 e Rodrigues Neto empatou para o Fla três minutos depois. No fim do tempo inicial, Freitas deixou o Vasco com vantagem. O melhor ficou para o segundo tempo, quando Zico empatou e incendiou o Maracanã, aos 23min. Só que o dia era do artilheiro Dinamite, que marcou aos 34 e aos 40min da etapa complementar e deu ao time alvinegro sua primeira vitória sobre o rival em Brasileiros.

23/09/1973 - Vasco 2 x 2 Flamengo - foi o primeiro duelo Roberto Dinamite x Zico em Campeonatos Brasileiros. Em um jogo inesquecível, 34 mil pessoas foram ao Maracanã e assistiram ao embate, válido pela primeira fase do torneio nacional naquele ano.

Os gols, marcados por Alfinete e Dinamite (Vasco) e Zico e Dadá Maravilha (Flamengo), deram os números finais ao confronto, no que foi o quarto choque entre os rivais na principal competição do País.

Tags