Remo: Vasco e outros clubes cobram mudanças na Confederação

27/11/2017 às 12h00 - OUTROS ESPORTES

No embalo dos escândalos envolvendo dirigentes esportivos nos últimos meses, representantes de 12 tradicionais clubes se uniram para cobrar mudanças na Confederação Brasileira de Remo. Em carta divulgada nesta segunda-feira e assinada por clubes tradicionais como Flamengo, Vasco, Botafogo e Corinthians, os representantes protestam contra o posicionamento da entidade nas últimas reuniões do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e pedem reforma no estatuto, divulgação de plano de orçamento e adoção de regras de transparência.

"Fatos lamentáveis noticiados diariamente, comprovam que o velho sistema estrutural e político esportivo brasileiro não mais sobreviverá. Nós clubes reais formadores de atletas, e que investem altas somas no esporte, não iremos mais aceitar esta estrutura arcaica, omissa e destrutiva", diz trecho do documento assinado pelos clubes.

A carta foi elaborada após reunião dos clubes na semana passada, durante o Campeonato brasileiro de Barcos Longos, no Rio de Janeiro. Um dos motivos para o protesto foi a alteração de última hora promovida pelas Confederações no estatuto do COB, que mexe com a participação de atletas nas decisões.

"Diante ao cenário conturbado e de tantos escândalos no esporte nacional, e amplamente veiculados na imprensa, os clubes filiados a esta confederação, vem manifestar inconformidade com o voto desta presidência, contrario a representatividade dos atletas na assembleia geral do COB", diz outro trecho da carta.

Veja a íntegra da carta dos clubes de remo

Porto alegre, 25 de novembro de 2017.

À Confederação Brasileira de Remo

MD. Presidente Edson Altino Pereira

Diante ao cenário conturbado e de tantos escândalos no esporte nacional, e amplamente veiculados na imprensa, os clubes filiados a esta confederação, vem manifestar inconformidade com o voto desta presidência, contrario a representatividade dos atletas na assembleia geral do COB.

Fatos lamentáveis noticiados diariamente, comprovam que o velho sistema estrutural e político esportivo brasileiro não mais sobreviverá. Nós clubes reais formadores de atletas, e que investem altas somas no esporte, não iremos mais aceitar esta estrutura arcaica, omissa e destrutiva.

Em reunião realizada no dia 21 de outubro de 2017, durante o Campeonato brasileiro de Barcos Longos no Rio de Janeiro, onde estiveram presentes diversos representantes de clubes, para deliberar sobre os rumos do Remo Brasileiro, concluiu-se que mudanças estruturais e estratégicas urgem para que se consiga alcançar lugar de destaque no desporto nacional.

Diante do exposto, vimos por meio desta propor os seguintes itens:

1.Seja criado no prazo de 30 dias conselho de reforma do Estatuto (devendo haver representantes dos clubes e atletas), que tenha como finalidade, em não mais de 90 dias, apresentar proposta para reforma do Estatuto Social para prever a participação dos Clubes e Atletas nas assembleias.

2.Seja apresentado, no prazo de 30 dias, orçamento para o ano de 2018, demonstrando de forma individualizada: (i) os recursos destinados à área administrativa da Confederação, (ii) quantidade de funcionários e salários, (iii) gastos com aluguéis de imóveis, com indicação das localidades/finalidade de tais locações, (iv) percentual destinado diretamente ao Planejamento Técnico, para participações em competições, campings de treinamento e viagens.

3.Indicação de qual é o planejamento para a distribuição/disponibilização de equipamentos de treino da CBR para utilização de Clubes e Federações;

4.Adoção de regras de transparência contendo:

Disponibilização de todos os documentos e informações relativos à prestação de contas e à gestão da CBR (os quais deverão ser publicados na íntegra no site);

Publicidade de todos os instrumentos de formalização de acordos referentes ao recebimento e destinação de recursos públicos, a serem disponibilizados no site da CBR no ato de sua conclusão, devendo ser indicados seus valores, prazo de vigência e nomes das partes contratantes;

5.Garantia de acesso irrestrito a todos os clubes e federações dos documentos e informações relativos à prestação de contas, bem como àqueles relacionados à gestão da CBR;

Atenciosamente;

Clube de Regatas do Flamengo
Esporte Clube Pinheiros
Botafogo de Futebol e Regatas
Grêmio Náutico União
Clube de Natação e Regatas Álvares Cabral
Clube de Regatas Vasco da Gama
Clube de Regatas Bandeirantes
Payssandu Sport Clube
Comissão Nacional de Atletas
Centro Português
Sport Club Corinthians
Sport do Recife

Fonte: GloboEsporte.com