Representante ironiza possibilidade de Riascos retornar ao Vasco

Em 16/09/2016 09:50
 
RiascosRiascos
Foto: Reprodução: Instagram

Riascos obteve, nessa quinta-feira (15), uma liminar em que rescinde o contrato com o Cruzeiro e se torna livre para defender qualquer clube do Brasil. O discurso de seu estafe, contudo, permanece o mesmo: o jogador não faz planos para agora.

O UOL Esporte entrou em contato com o italiano Mauro Bousquet, representante do colombiano, na noite de quinta (15) e ele confirmou que o centroavante pretende descansar no próximo semestre. Ao ser questionado sobre a possibilidade de retorno ao Vasco, o agente adotou a ironia e disse que "a Juventus não é uma alternativa".

O atacante estrangeiro move uma ação contra o Cruzeiro na 27ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte. Ele pleiteia receber R$ 5,2 milhões e a rescisão unilateral com os mineiros. Apesar da liminar obtida nessa quinta-feira, o processo do jogador segue em curso. Após a ausência na primeira audiência, em 30 de agosto passado, o juiz marcou um novo encontro em maio de 2017.

O clube da Toca da Raposa II não confirma, mas recorrerá da decisão do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG). O clube se espantou com a decisão do magistrado em relação à quebra unilateral do vínculo do jogador.

"Na verdade, ele não obteve a rescisão não. Ele apenas conseguiu uma liminar no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) que o permite jogar em qualquer outro clube do Brasil. O Cruzeiro está impressionado com a decisão do TRT e está tentando entender como foi dada esta liminar ao atleta. Na verdade, qualquer decisão judicial cabe recurso. Mas ainda estamos estudando o caso e vamos decidir qual é a melhor maneira de resolver isso", disse Fabiano Oliveira Costa, diretor jurídico do Cruzeiro, à reportagem.

Riascos e a equipe mineira entraram em rota de colisão no dia 17 de julho, logo depois de derrota do Cruzeiro por 2 a 0 para o Fluminense no Rio. Ao fim do confronto, o atacante se queixou da sua situação no time e fez forte declaração na saída do campo:

"Não está normal, não estou feliz por tudo isso que está acontecendo. Temos que procurar uma solução, não podem tirar minha felicidade para vir jogar nesta m... aqui", disse em entrevista à Rádio Itatiaia.

Desde então, Riascos foi afastado pelo departamento de futebol do Cruzeiro e sequer retornou a Belo Horizonte, alegando ameaças por parte da torcida. O colombiano seguiu no Rio de Janeiro após o episódio e tentou transferência para o Vasco. Mas acabou retornando à terra natal sob orientação de seu estafe.

Antes da declaração, o Vasco tinha interesse em ter o atacante. Mas o negócio não vingou e ficou paralisado após a briga jurídica do atleta com o Cruzeiro.