Rodrigo volta com "sorriso no rosto" e deve atuar contra o CRB

Em 15/10/2016 08:37
 

Duas semanas depois de abrir o coração para os companheiros e relatar um problema particular,Rodrigo está de volta ao time do Vasco. O técnico Jorginho ainda não garantiu que o capitão será titular, mas tudo indica que o jogador vai encarar o CRB neste sábado, em São Januário, às 16h30 (de Brasília). E de sorriso no rosto, como ressaltaram o treinador e Luan, seu companheiro de zaga. 

O zagueiro não entra em campo desde a partida contra o Náutico, em Pernambuco, no dia 1º de outubro. Ele ficou sete dias longe do clube para resolver suas questões e retornou aos treinos na última segunda-feira. 

Jorginho mostrou cautela com a condição física de Rodrigo. Ao longo da semana, o zagueiro de 36 anos treinou entre os titulares e passou por um trabalho especial no Caprres para recuperar o tempo perdido - ele, inclusive, voltou mais magro, mas recuperou o peso ideal. Internamente, avisou que iria para a partida logo na segunda-feira, quando se reapresentou. Sua presença é ainda mais importante porque Jomar está lesionado e Rafael Marques cumpre suspensão. Lucas Barboza será a opção no banco de reservas. 

- Ele tem muita experiência, sabe pegar o atalho, é inteligente taticamente. É muito bom tê-lo de volta, feliz. Quando falou comigo pelo telefone, estava realmente animado. Além do atleta, existe alguém que tem seus problemas, suas lutas, dificuldades. Precisa de palavra amiga, abraço, saber que tem gente pensando nele, que ora por ele e sua família. A gente ficou muito feliz por vê-lo novamente com um sorriso no rosto - disse o treinador.

No elenco, o retorno de Rodrigo também foi comemorado. Companheiro de zaga do capitão, Luan contou que o defensor voltou com o semblante mais aliviado em São Januário. Antes de ser liberado para resolver questões pessoais, o defensor chamou a atenção entre os companheiros pela preocupação que não conseguia esconder.

- Estou bastante feliz com o retorno dele. Estava um pouco triste por não tê-lo por perto, mesmo não sabendo o problema pessoal que ele estava enfrentando. É um cara que conheço faz bastante tempo e que admiro muito. Todo o grupo está contente com o seu retorno e por ele estar novamente com sorriso no rosto, que é o mais importante.