Saiba como foi a partida entre Vasco x Atlético-MG, em São Januário

15/11/2017 às 23h49 - FUTEBOL

Ninguém poderá dizer que faltou ímpeto para o Vasco, nesta quarta-feira, em sua luta para entrar no G-7. Aliás, é por isso mesmo que o 1 a 1 com o Atlético-MG, em jogo bastante aberto em São Januário, deixa um gosto amargo na torcida. Apesar da postura ofensiva, o time de Zé Ricardo empatou pela quarta vez seguida em casa. Igualou a pontuação do Flamengo, sétimo, mas não passa no desempate: o número de vitórias.

A exibição magistral no primeiro tempo parecia indicar que, desta vez, o Vasco alcançaria o G-7. Empurrado pela arquibancada lotada de São Januário, o Vasco dominava: na metade do primeiro tempo, já havia finalizado sete vezes.

A chegada ao ataque passava pela excelente atuação de Wellington e Evander: além de bem postados na marcação, a dupla de volantes mostrava facilidade para fazer a bola ultrapassar as linhas de marcação do Atlético — um toque de qualidade que não havia aparecido no jogo anterior, contra o São Paulo, quando Jean e Gilberto foram titulares.

De tão confiante, Evander dividia com Nenê os lances de bola parada. Foi o jovem meia, de 19 anos, quem se apresentou para cobrar escanteio aos 25 minutos. Cruzou na cabeça de Andrés Rios, que mal precisou saltar para fazer 1 a 0. E o Vasco poderia ter saído para o intervalo com vantagem ainda maior, caso Paulinho estivesse em noite mais inspirada. No primeiro turno, o atacante de 17 anos marcou seus primeiros gols como profissional justamente contra o Atlético. No jogo desta quarta-feira, foi deixado na cara do gol por Nenê e por Rios, mas acertou o goleiro Victor numa chance e a trave outra.

As chances desperdiçadas fizeram falta no segundo tempo. O Atlético mostrou postura diferente logo no início da etapa final, enquanto o Vasco parecia relaxado com a vantagem. Aos sete, depois de Otero acertar o travessão, Nenê foi desarmado na entrada da área e a bola sobrou para Fred chutar cruzado, sem chances de defesa para Gabriel Félix. Depois do empate, os visitantes tiveram a chance da virada aos 12, de novo com Fred: livre na área, cabeceou por cima.

O Vasco só acordou quando Zé Ricardo tirou Yago Pikachu para lançar Wagner. Experiente, o meia levantou a torcida com um chute defendido por Victor aos 21 minutos. Nos dez minutos seguintes, Andrés Rios, Paulinho e Caio Monteiro exigiriam defesas plásticas do goleiro do Atlético. Mas a vitória ficou no quase outra vez.

FICHA DO JOGO: VASCO 1 X 1 ATLÉTICO-MG

Vasco: Gabriel Félix, Madson (Gilberto), Paulão, Breno e Henrique; Wellington, Evander (Caio Monteiro), Yago Pikachu (Wagner), Nenê e Paulinho; Andrés Rios

Atlético-MG: Victor, Marcos Rocha, Bremer, Leonardo Silva e Fábio Santos; Adilson (Yago), Elias, Otero (Gustavo Blanco), Valdívia (Roger Bernardo) e Robinho; Fred.

Gols: 1T: Andrés Rios aos 25m; 2T: Fred aos 7m.

Juiz: Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Cartão amarelo: Evander

Público pagante: 11.486

Renda: R$ 351.480,00

Local: São Januário.

Fonte: O Globo Online