Saiba quantos pontos o Vasco perdeu por falhas de goleiros

Em 28/10/2013 07:45
 

A derrota do Vasco para a Ponte Preta por 2 a 1, no último domingo, em Campinas, expôs novamente a principal carência do time no Campeonato Brasileiro. Pressionados, os goleiros colecionam falhas e são responsáveis diretos por ao menos 11 pontos perdidos pelo Cruzmaltino na competição nacional.

A falha de Alessandro no chute de Uendel resultou em uma derrota inesperada pelo técnico Dorival Júnior, já que o Vasco disputou boa parte do duelo contra a Ponte com um jogador a mais e chegou a ter chances de assegurar a vitória sem sustos.

Seja com Diogo Silva, Michel Alves ou Alessandro. Atualmente, a torcida dá mostras de não confiar em nenhum dos três defendendo a meta. Por sua vez, Dorival Júnior tenta manter a tranquilidade e dar força aos alvos a cada final de partida.

"Todos acertam e todos erram. Não vamos buscar culpados. Isso funciona como uma muleta. O Vasco precisa mesmo é jogar mais do que apresentou até agora", afirmou.

Porém, a comissão técnica sabe que o time perdeu pelo menos 11 pontos no Campeonato Brasileiro em falhas cometidas por goleiros. Três já foram escalados e até o momento a posição não tem um dono.

Além dos três pontos contra a Ponte Preta em falha de Alessandro, a equipe deixou dois pontos pelo caminho no empate por 2 a 2 com o Botafogo. As derrotas para Criciúma (3 a 2) e São Paulo (2 a 0) fizeram o Vasco perder mais seis pontos. As três partidas tiveram Diogo Silva como titular.

Michel Alves também falhou quando escolhido, mas não foi responsável direto pelas derrotas. Nas ocasiões, o Cruzmaltino foi goleado por 5 a 1 pelo São Paulo e por 5 a 3 pelo Internacional. O dilema do técnico Dorival Júnior envolve a possibilidade de mexer mais uma vez na posição.

Caso tivesse conquistado os pontos perdidos, o Cruzmaltino estaria com 44 pontos e praticamente livre da ameaça de rebaixamento. Por isso, recentemente foi ventilada uma "campanha" para que o jovem goleiro Jordi fosse testado.

Com apenas 33 pontos e sem um camisa 1 definido, a equipe carioca está em 18º lugar e tem apenas sete jogos pela frente para tentar livrar-se do rebaixamento na competição nacional. No próximo sábado, o duelo será contra o Coritiba, às 19h30, no Moacyrzão. Qualquer resultado diferente de uma vitória será recebido como trágico nos bastidores do clube de São Januário.

últimas das colunas

todos os colunistas

Tags