Setor defensivo vira preocupação no Vasco

05/03/2018 às 08h10 - FUTEBOL

Após um início de ano preocupante, o Vasco havia acertado sua defesa e parecia ter entrado no rumo esperado pelo técnico Zé Ricardo, que tem como característica manter uma equipe pouco vazada. Após os últimos quatro jogos, no entanto, o Cruzmaltino levou nove gols e ligou o sinal de alerta.

A má fase começou no jogo de volta contra o Jorge Wilstermann, na Bolívia. Após golear em casa, o Vasco poderia perder até por 3 gols de diferença que avançaria à fase de grupos. Levou quatro e só passou porque Martin Silva pegou três pênaltis e classificou a equipe.

Após o susto, o Vasco voltou a campo pela Taça Rio. Não levou uma goleada, mas a derrota por 1 a 0 para a Portuguesa deixou claro que o time tinha problemas na defesa. A recuperação veio diante do Macaé, quando Riascos fez o gol salvador já no fim – mais um gol sofrido.

Contra o Boavista a atuação não foi nem um pouco segura. Apesar da vitória, os três gols sofridos para a equipe de Saquarema tira o sono dos vascaínos. 

"São detalhes que a gente precisa insistir, porque nesse tipo de momento específico do jogo, com muita repercussão e a gente vai continuar insistindo. Vamos continuar trabalhando, porque sabemos que com o grupo inteligente que temos a gente sabe que vamos conseguir melhorar esse comportamento", disse o treinador do Vasco.

Com a vitória, o Vasco chegou aos seis pontos e roubou a liderança do Grupo B do Flamengo. O Cruzmaltino volta a campo na quarta-feira, quando medirá forças com o Fluminense, no Nilton Santos.

Fonte: UOL Esporte