Sócio do Vasco há oito anos não consegue votar; Clube responde

28/11/2017 às 08h20 - POLÍTICA
Foto: Pablo Jacob / Agência O GloboVitor Tocci
Vitor Tocci

Vitor Tocci Ferreira de Luca, 27 anos, acompanha as notícias a respeito da polêmica eleição do último dia 7 do Vasco com boa dose de indignação. Suspeita-se do voto irregular de 475 sócios do clube, enquanto que ele, há oito anos associado, ficou sem o seu direito de participar do pleito por causa de um problema na cobrança do clube.

O matemático diz que desde novembro do ano passado deixou de receber o boleto de pagamento da mensalidade e que no site não conseguiu gerar novas guias. Este ano, ao telefonar para a secretaria, soube que teria de ir ao clube para resolver isso com o presidente. Vitor é cadeirante, sofre de atrofia muscular espinhal do tipo 2, tem dificuldades de locomoção e, com isso, viu a chance de participar da política do clube do coração virar frustração:

- Fiquei muito chateado. Sempre quis ser sócio do clube para votar e sempre foi muito difícil. Quando liguei para o clube e dei meu CPF, disseram que eu havia sido excluído do programa de sócios. Expliquei minha situação e a má vontade foi enorme. Era como se estivessem me fazendo um favor.

Vitor virou plateia do que aconteceu em seguida. Agora, aguarda o desenrolar da investigação judicial sobre a eleição da qual ficou fora. Seu desejo é um só:

- Só quero que a verdade apareça.

Clube dá explicação

Questionado a respeito do problema vivido por Vitor, o Vasco informou que sócios que tiveram problemas com a cobrança de mensalidades tinham como opção ir à secretaria do clube. Ainda de acordo com a diretoria, situações como o site fora do ar não ocorreram no fim do ano passado, período em que Vitor deixou de ser cobrado.

Sócios que tiveram problemas com as mensalidades tiveram de ir à Colina e assinar uma carta de próprio punho ao vice-presidente Silvio Godoi para que autorizasse ou não o pagamento da dívida.

No dia 31 de agosto, quando a lista de sócios votantes foi divulgada, o clube afirmou no site oficial que quem julgou que deveria estar na lista e não estava deveria procurar a secretaria do clube.

Fonte: Extra