Thalles fala sobre mudança de postura em campo

Em 09/10/2016 09:22
 

Já está mais do que provado que no futebol atacante não vive apenas de gol. Essa máxima se aplica ao dono da camisa 9 do Vasco da Gama nas duas últimas partidas. Cria da base, Thalles não balançou as redes contra Paysandu e Londrina, porém, seu comprometimento tático foi algo destacado pelo treinador Jorginho nas entrevistas referentes aos duelos. O comandante destacou a evolução do centroavante dentro das quatro linhas.

Nos últimos compromissos cruzmaltinos, foi comum ver o jovem de 21 anos pressionando a saída de bola, acompanhando os laterais rivais e fazendo desarmes no campo defesa. Além de exibir um excelente preparo físico, Thalles demonstrou que o mais importante que o sucesso individual é a conquista coletiva, atitude essa que evidencia o grande craque do Gigante da Colina na temporada: o grupo!

- Minha mudança na forma de atuar ocorreu devido a um pedido do professor Jorginho. Ele sempre pede para que eu acompanhe os volantes e marque a saída de bola para que a bola chegue mais quebrada para os nossos defensores. Hoje dia é importante para qualquer jogar cumprir a parte tática. Fizemos 1 a 0 contra o Londrina e precisávamos marcar forte para não deixar o adversário fazer o gol. Graças a Deus, consegui fazer minha parte e ajudei a equipe a saira com um bom resultado - afirmou o centroavante.

Em segundo lugar no Campeonato Brasileiro da Série B, o Vasco terá uma semana cheia para trabalhar antes do seu próximo compromisso, contra o CRB (AL), no sábado (15/10). Thalles, por sua vez, seguirá se dedicando e ouvindo conselhos de ninguém mais, ninguém menos que o eterno goleador Valdir Bigode, que atualmente trabalha como auxiliar técnico. O objetivo? Contribuir para o retorno do Almirante à liderança do torneio nacional.

- O Valdir Bigode foi um grande jogador. É sempre bom estar perto de um cara que fez história no futebol. Todo final de treino, ele me puxa para trabalhar um pouco a minha batida no gol. É um excelente profissional e tem contribuído para a minha evolução. Sobre o CRB, se trata de uma equipe perigosa. Vem fazendo um Campeonato Brasileiro muito bom. Deixou cair um pouquinho agora no final, mas sabemos que será um jogo difícil. Contamos com o apoio da torcida. Ele será fundamental para que a gente conquiste mais três pontos - disse Thalles.

Diante do Londrina, no sábado (08), em Manaus, o treinador Jorginho, vale ressaltar, utilizou cinco jogadores oriundos da base. Além do atacante Thalles, os zagueiros Jomar e Luan, o lateral Alan e o volante Bruno Gallo estiveram em campo. No banco de reservas, o Cruzmaltino possuía ainda outros pratas da casa: o goleiro Jordi, o lateral Henrique, o volante Andrey e o meia Evander. 

 

Fonte: Site oficial do Vasco