Todos os jogos entre Vasco x Botafogo na temporada têm pontos em comum

03/04/2018 às 08h28 - FUTEBOL

Eles já se enfrentaram três vezes em 2018 e em nenhum dos jogos os torcedores podem reclamar de monotonia. Vasco e Botafogo têm feito até aqui partidas emocionantes no Carioca e a expectativa fica para o "gran finale" do próximo domingo, no Maracanã, quando será conhecido o campeão Estadual.

Nas três partidas até o momento, uma na fase de classificação da Taça Rio, outra nas semifinais do mesmo segundo turno e no último domingo, pelo jogo de ida da final do Carioca, o placar foi o mesmo: 3 a 2. Mas o Vasco leva vantagem por ter sido vencedor em duas ocasiões.

— Foi uma partida emocionante até o final, dois times buscando o gol até o último lance. Foi digno de uma final de Carioca — analisou Zé Ricardo, técnico vascaíno.

Os jogos têm pontos em comum. Por exemplo: todos os três foram decididos na reta final. Se o herói da vez foi Andrés Ríos, que deu a vitória ao Vasco aos 48 minutos do segundo tempo, Paulinho e Igor Rabello já tinham resolvido as partidas anteriores aos 39 minutos da etapa final.

— Jogo muito bom para quem veio assistir no sentido de jogo jogado, aberto. A forma de tomar um gol nos acréscimos fica no vestiário um sabor mais triste, porque estávamos nos minutos finais — analisou o técnico do Botafogo, Alberto Valentim.

Nenhum dos 15 gols dos três clássicos (a média é alta, de 5 por partida) se deu fora da área e só um foi de pênalti (com Rodrigo Lindoso). O jogo aéreo é uma arma forte no repertório de vascaínos e botafoguenses, já que seis gols foram de cabeça. Quem melhor executou o fundamento foi Brenner. O atacante do Botafogo fez um gol em cada clássico, todos três de cabeça, e é o artilheiro do confronto até aqui.

Pelo que se viu até aqui, o torcedor pode esperar mais uma dose alta de adrenalina no próximo domingo.

Fonte: Agência O Globo