Vasco começa reestruturação do Parque Olímpico para o remo e a natação

Em 17/10/2016 16:57
 

Objetivando a recuperação do patrimônio esportivo, o Vasco inicia mais uma etapa importante na reestruturação do remo e da natação do clube. O acordo assinado com a Confederação Brasileira de Clubes (CBCf) em maio de 2016, no valor de R$ 2.898.670,71, começa a trazer os primeiros benefícios aos esportes.

Na última semana, o clube recebeu 28 blocos de saída, feitos de acordo com normas internacionais, e também filtros da piscina do Parque Aquático, que sofrerá uma total renovação dos sistemas de aquecimento e filtragem para receber atletas e competições, como explica Marco Antônio Monteiro, vice-presidente de Marketing. 

- Nós recebemos uma verba da CBC, que inclui todo o novo processo de filtragem e aquecimento da piscina, dos blocos de saída. Eu diria que estamos com 70% desse processo concluído. Com essa parte completa, os atletas olímpicos e paralímpicos já poderão treinar no local. Após isso, partiremos para a parte de final da recuperação do Parque Aquático, que serão as reformas do vestiário e da arquibancada – afirma. 

No remo, onze novos barcos vascaínos estão sendo produzidos na Alemanha, pela Empacher, considerada principal fabricante mundial no segmento. Além disso, o Vasco já recebeu novos equipamentos de fisioterapia. Com os impostos em dia e as certidões de regularidade fiscal, o clube segue a passos largos a sua recuperação estrutural. 
 

Vídeo da VascoTV

 

Fonte: Site Oficial do Vasco