Vasco deve R$ 1,2 milhões a Martín, empresário se reunirá com diretoria

22/02/2018 às 16h15 - FUTEBOL

Quem vê Martín Silva frio, sério e pegando três pênaltis num mata-mata da Libertadores não imagina que, internamente, o goleiro tem superado problemas no Vasco. O clube tem dívida de cerca de R$ 1,2 milhão com o uruguaio. Ela é referente ao salário de dezembro, 13º e férias, mais sete meses de direitos de imagem atrasados e à renegociação de outro débito antigo.

Por conta disso, o empresário do goleiro, Regis Marques, vai se reunir com a diretoria na próxima semana para tratar do tema. Pessoas próximas à situação acreditam que, caso não haja um acerto, Martín começará a escutar propostas. Anteriormente - e em momentos esportivos piores do Vasco-, ele já recusou ofertas para deixar o clube.

A dívida atual passa por três administração. A original vem da gestão de Roberto Dinamite, que contratou o goleiro no início de 2014, foi renegociada na administração Eurico Miranda, com novos débitos da composição acertada pelo ex-presidente nos últimos meses da passagem de Eurico pelo Vasco, e agora chega para Alexandre Campello.

No ano passado, o goleiro renovou o contrato com o Vasco até 2020. Ele chegou ao clube em 2015 e, desde então, consolidou-se como o principal ídolo da torcida. Recentemente, no jogo de ida contra a Universidad de Concepción, completou 200 jogos pelo Cruz-Maltino.

Classificado para a fase de grupos da Libertadores, o Vasco chega ao Rio de Janeiro na noite desta quinta-feira.

Fonte: GloboEsporte.com