Vasco entra como interessado em processo contra Roberto Monteiro

11/05/2018 às 20h00 - CLUBE

O Vasco entrou como parte interessada num processo contra Roberto Monteiro, presidente do Conselho Deliberativo. O dirigente é acusado pelo sócio Luis Rocha de agressão dentro das sociais de São Januário depois da vitória por 2 a 0 sobre a Universidad Concepción, no dia 7 de fevereiro, pela Libertadores.

O processo corre no 3º Juizado Especial Criminal e já houve uma audiência, no dia 25 de abril, mas Roberto Monteiro não compareceu. O Vasco entende que é parte interessada no caso pelo fato de o acusado de agressão ser presidente de um dos poderes do clube. O Cruz-Maltino, então, pediu ao juiz para ser incluído como interessado na apuração.

Em suas redes sociais logo depois do caso, Luis Rocha disse ter sido agredido gratuitamente por Monteiro.

- Eu estava na parte superior da social, na saída dos camarotes, próximo à sala da presidência, conversando com o segurança, quando o Roberto Monteiro passou na minha frente, normalmente como se fosse para a sala da presidência. No que ele passou do meu lado, sumiu do meu foco de visão, começou a me golpear na cara. Uma meia dúzia de socos. Os seguranças seguraram ele. Eu simplesmente levei meia dúzia de socos ou até mais do Roberto Monteiro, gratuitamente. Nem falei com ele, não teve um "oi", não teve nada. Nada. Nenhuma ofensa a mim, nada - disse Luis.

O Vasco vive uma crise política desde pelo menos a semana passada, quando o balanço financeiro do ano passado foi divulgado por Alexandre Campello. Os aliados de Roberto Monteiro, da chapa "Identidade Vasco", pediram exoneração de seus cargos no clube - ao todo, foram 13 vice-presidentes.

Fonte: GloboEsporte.com