Vasco não desistiu e venceu de virada o Boavista em jogo maluco

04/03/2018 às 22h07 - FUTEBOL

Quem parou para acompanhar Vasco x Boavista na noite deste domingo (4), em Cariacica (ES), certamente assistiu a um dos jogos mais malucos do Campeonato Carioca 2018. Foram falhas bizarras dos goleiros dos dois times e sete gols em um duelo emocionante no estádio Kleber Andrade; melhor para o Vasco, que repetiu a virada da última quinta-feira e, novamente com um gol nos acréscimos, venceu o duelo desta terceira rodada da Taça Rio por 4 a 3.

O nível técnico não foi dos melhores. Pelo contrário. Foram vários os lances bizarros vistos ao longo dos pouco mais de 90 minutos de jogos. Em contrapartida, sobraram gols - e diversão - no duelo no Kleber Andrade.

Com o triunfo, o Vasco chega aos seis pontos, ultrapassa o Flamengo (nos gols pró) e assume a liderança do grupo B da Taça Rio. O Boavista segue em terceiro na chave C, também com seis pontos.

O Vasco agora tem clássico pela frente. Na próxima quarta-feira (7), às 19h30, encara o Fluminense no estádio Engenhão, pela quarta rodada da Taça Rio. Já o Boavista recebe o Flamengo, no Raulino de Oliveira, às 21h45.

Com o Boavista bem postado na defesa, o Vasco apostava na bola parada ou em chutes de longa distância para tentar assustar o adversário na etapa inicial. Mas foi de uma forma totalmente inesperada que o Cruzmaltino conseguiu abrir o placar aos 28min: após lançamento de Paulinho, o goleiro Rafael não se entendeu com o companheiro e deixou a bola limpa para Pikachu mandar para as redes. "Ficou uma indecisão entre nós dois. Eu assumo totalmente a responsabilidade", disse Rafael na saída para o intervalo ao canal Sportv.

Lambança do outro... E reclamação de Zé Ricardo

Ídolo da torcida vascaína, Martín Silva resolveu se solidarizar com o companheiro de profissão e proporcionou uma lambança tão grande quanto à feita pelo goleiro do Boavista. Após cobrança do lateral Júlio César para a área, aos 31min, Martín tinha a bola tranquila vindo em suas mãos, mas de tão fácil que estava ele acabou se atrapalhando e deixou a bola passar. Um frangaço. Logo após o gol, o técnico Zé Ricardo reclamou (com razão) da origem da falta, em que o juiz viu braço em bola dominada no ombro por Evander.

Defesa do Vasco falha feio, e Boavista aproveita

Depois do erro de Martín Silva, foi a vez do setor defensivo vascaíno dormir e permitir o gol da virada do Boavista. Em nova falta cobrada por Júlio César, Elivelton apareceu sozinho dentro da área do Vasco e mandou de cabeça para as redes, já aos 46min da etapa inicial. "Primeiro tempo de falhas. Ter um pouco mais de atenção especialmente na bola parada. Não podemos levar o gol dessa forma, a gente vem treinando", lamentou Pikachu na saída para o intervalo.

Vestiário? Papo no intervalo é no banco

O time do Vasco preferiu evitar o desgaste que teria com as extensas escadarias que levam aos vestiários do estádio Kleber Andrade e permaneceu em campo durante o intervalo. As instruções do técnico Zé Ricardo aconteceram à beira do gramado, com os jogadores sentados no banco de reservas.

Vasco vai ao ataque e busca empate

Zé Ricardo esperou pouco tempo da segunda etapa para tentar mudar o jogo. Sacou Wellington e Paulinho e promoveu as entradas de Riascos e Rildo, deixando o time com três atacantes. Pouco depois, foi premiado. Rildo fez boa jogada pela esquerda e cruzou; a bola pegou no travessão e sobrou para Thiago Galhardo, que finalizou para as redes, aos 30min. 2 a 2.

Boavista responde, mas Vasco também. E duas vezes

A resposta do Boavista demorou apenas três minutos. Lucas pegou rebote dado por Erazo e chutou de fora da área e acertou o canto do gol de Martín Silva. 3 a 2 Boavista, mas resultado que também durou pouco. Aos 37min, Pikachu levantou bola na área, Riascos desviou e Wagner marcou o seu primeiro gol na temporada 2018. Já aos 46min, depois de uma confusão dentro da área e bola na trave de Riascos, Erazo marcou de peixinho e deu números finais à partida.

VASCO 4 X 3 BOAVISTA

Data: 4/3/2018 (domingo)
Local: Kleber Andrade, Cariacica (ES)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Assistentes: Carlos Henrique Filho e Thiago Gomes Magalhães (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Evander (Vasco); Faísca (Boavista)
Gols: Pikachu, aos 28min, Júlio César, aos 31min, e Elivelton, aos 46min do primeiro tempo; Thiago Galhardo, aos 30min, Lucas, aos 33min, Wagner, aos 37min, e Erazo, aos 46min do segundo tempo

VASCO
Martín Silva; Yago Pikachu, Paulão, Erazo e Henrique; Desábato, Wellington (Rildo), Wagner, Evander (Thiago Galhardo) e Paulinho (Riascos); Andrés Ríos
Técnico: Zé Ricardo

BOAVISTA
Rafael; Thiaguinho, Gustavo, Elivelton e Júlio César; Vitor Faísca, Maranhão, Marquinho e Tartá (Thiago Silva); Claudio Maradona (Lucas) e Leandrão.
Técnico: Eduardo Allax

Fonte: UOL Esportes