Vasco paga janeiro e terá 'plano' para acertar dezembro e 13º

08/02/2018 às 08h34 - FUTEBOL

A nova gestão do Vasco da Gama está trabalhando para sanar as dividas. O presidente Alexandre Campello, desde a sua posse, vem frisando a importância dos salários em dia. Na semana em que ingressou, pagou a folha salarial de novembro e prometeu que, até dia 5 de fevereiro, tudo (dezembro, janeiro, 13º e férias) estariam quitados. Apesar de não cumprir com tudo, o mandatário depositou a quantia relacionada a janeiro e já tem um 'plano' para solucionar o que falta. 

A ideia de quitar janeiro antes de dezembro é clara: valorizar quem está no clube no momento, já que representa o começo de um novo ciclo e a diretoria quer manter todos os salários a partir de sua posse em dia. 

Para os débitos de dezembro e férias, o Vasco fará uma espécie de engenharia financeira para parcelar as dívidas e pagar de uma forma diluída, deixando tudo "ok" para a sequência do ano de 2018. 

VERBAS SÃO AGUARDADAS 

O presidente Alexandre Campello, para quitar boa parte dos débitos, pegou um empréstimo com o empresário Carlos Leite. Desta forma, conseguiu colocar a maior parte em dia. Para solucionar a dívida com o empresário e também com os funcionários do Vasco, incluindo jogadores, e manter o clube organizado financeiramente, o Cruz-Maltino ainda aguarda alguns depósitos. 

O primeiro é o adiantamento da Lasa Indústria Farmacêutica, nova patrocinadora master do Vasco, que iria depositar R$ 10 milhões na conta do Vasco e pagar mais R$ 8 durante o ano. Porém, a nova gestão ainda analisa o contrato e não dá como certa a situação. Conversas com outras possíveis patrocinadoras não são descartadas. 

Também é esperado as quantias correspondentes às vendas de Mateus Vital ao Corinthians e de Philippe Coutinho ao Barcelona (proveniente do Liverpool). P​orém, o departamento financeiro do Vasco não recebeu ainda os valores e explicou que tudo está sendo revisto, além de já estar com uma equipe de advogados voltada para tratar o recebimento do dinheiro de Coutinho o mais rápido possível. 

Ao todo, se os previstos caírem na conta do Vasco, estima-se que o clube receberá cerca de R$ 32 milhões, valor suficiente para estabilizar o momento financeiro do clube, pelo menos a princípio. 

http://www.esporteinterativo.com.br/posts/20426-apos-quitar-novembro-vasco-paga-janeiro-e-tera-plano-para-acertar-dezembro-e-13

Fonte: Esporte Interativo