Quem sai e quem fica no Vasco? Vote! clique aqui

Vasco pode pedir empréstimo para pagar salários atrasados

11/01/2018 às 08h23 - FUTEBOL

Começa nesta quinta-feira a venda de ingressos para a partida entre Vasco e Concepción, do Chile, jogo de volta da segunda fase da Libertadores. Sem fonte de renda para quitar os salários atrasados de novembro, dezembro e 13º, a diretoria optou por abrir as bilheterias com nada menos que 27 dias de antecedência em relação ao jogo.

A estratégia irritou o grupo liderado por Julio Brant, na expectativa de assumir o clube na próxima semana e que já contava com a possibilidade de gerar receita com a partida. Para se ter uma ideia, ano passado, o Botafogo iniciou a venda de ingressos para sua estreia contra o Colo-Colo (CHI) com 12 dias de antecedência. Já o Flamengo começou a vender os ingressos para o jogo contra o San Lorenzo (ARG) sete dias antes do jogo.

O preço dos ingressos vai variar entre R$ 100 e 120, mesmo preço cobrado na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, contra a Ponte Preta. Na ocasião, a receita líquida do clube foi de R$ 662.674,00, com um público pagante de 20.714 pessoas. Dessa vez, serão colocados à venda 19,5 mil, já que 2,5 mil serão destinados a gratuidades e Conmebol.

Empréstimo para pagar salários

Além da venda dos ingressos para a estreia na Libertadores, outra alternativa para a atual diretoria gerar receita é fazer um empréstimo bancário utilizando o dinheiro que o clube terá a receber pela ida de Philippe Coutinho para o Barcelona, da Espanha, como garantia. Na última coletiva do presidente Eurico Miranda, ele admitiu que o recurso pode ser utilizado para amenizar o problema financeiro.

- Vou tentar de tudo para pagar os salários. Se a oposição não atrapalhar, quem sabe eu consigo. Até o dia 16 é comigo - afirmou.

De acordo com o dirigente, a folha salarial do Vasco gira em torno de R$ 5 milhões. Pela transferência de Philippe Coutinho, por ser clube formador, o Cruz-maltino tem direito a até R$ 15,8 milhões.

Fonte: Extra