Vasco precisa vencer e torcer por um tropeço do Atlético-GO para ser líder

Em 08/10/2016 09:01
 

A nove rodadas do fim da Série B, o Vasco precisa, urgentemente, dar fim a mais uma sequência de derrotas. Depois de perder para Náutico e Paysandu, ambos por 3 a 1, o time enfrenta hoje, às 18h30m, na Arena da Amazônia, o Londrina, quarto colocado, a apenas três pontos de distância do elenco dirigido por Jorginho.

Um dos mais experientes do grupo, Martín Silva reconhece que a queda de rendimento preocupa o time, que está na segunda colocação, com 51 pontos (um a menos que o Atlético-GO, que recebe o Avaí, às 16h).

— Lideramos o torneio todo, mas agora saímos pela primeira vez do primeiro lugar. Isso não nos afetou tanto; o que mexeu conosco mesmo foram essas duas derrotas consecutivas fora de casa, quando não mostramos um nível de futebol que tem que ser o do Vasco — reconheceu o camisa 1.

DERROTAS CONSECUTIVAS

No primeiro turno, a pior sequência da equipe veio com as derrotas para o Paraná e para o Avaí. No segundo turno, o Vasco já sofreu dois tropeços seguidos: 2 a 1 para o Vila Nova, em São Januário, e 1 a 0 para o Bahia, na Fonte Nova.

Para os torcedores supersticiosos, a boa notícia é que, nas duas vezes, o time voltou a vencer após o segundo revés.

E jogar em Manaus, onde é grande o número de torcedores do clube, parece o palco ideal para o time fazer as pazes com a vitória.

— Jogar aqui é sempre bom. A torcida sempre nos apoiou bastante e conseguimos corresponder com bons resultados. Esperamos que seja assim novamente — deseja o goleiro.

Será a terceira vez que o time, com Nenê voltando de suspensão, joga na Arena da Amazônia neste ano. No dia 17 de abril, a equipe venceu o Fluminense e faturou a Taça Guanabara. Uma semana depois, Andrezinho e Riascos fizeram os gols da vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo, pela semifinal do Carioca