Vasco tenta combater estigma de cansaço em reta final

Em 13/10/2016 08:18
 
Alex EvangelistaAlex Evangelista
Foto: Reprodução TV Globo

Com uma idade média de 27 anos e com 13 "trintões" no elenco, o Vasco luta para combater o estigma de atrelar a queda de rendimento da equipe a um suposto cansaço. Na avaliação do técnico Jorginho, a questão é puramente técnica.

"Minha equipe não está cansando. Temos o cuidado de poupar, não treinar demais. Eu não consigo ver realmente isso. Vejo minha equipe chegar no fim do jogo correndo, com vontade. É uma questão de queda técnica", avaliou.

Após ficar oito meses sem sequer um jogador no departamento médico, o Vasco teve recentemente alguns casos de lesões, como do volante Marcelo Mattos, que passou por cirurgia no joelho esquerdo e não joga mais esta temporada. O zagueiro Jomar, contra o Londrina, sentiu uma fisgada na coxa direita contra o Londrina, precisou ser substituído, e está sendo avaliado.

Gerente científico do clube e idealizador do projeto "Lesão Zero", Alex Evangelista explicou recentemente em postagem em seu Instagram o trabalho que é feito de prevenção:

"...Mesmo que tenhamos alguns casos, pois estamos lidando com um esporte de contato e muita demanda física, conseguimos manter nosso departamento médico com poucos pacientes e, consequentemente, os profissionais conseguem se dedicar mais a cada um deles. A busca pela redução desses números é desgastante e trabalhosa, mas estamos muito felizes com nossos resultados. Seguiremos em frente ao encontro do nosso ideal".