Vasco terá que 'fazer o seu' e monitorar rivais por sonho

20/11/2017 às 21h14 - FUTEBOL

O Vasco, após ter cinco oportunidades de entrar no G-7 nas últimas seis rodadas (Contra Flamengo, Vitória, São Paulo, Atlético-MG e Atlético-PR) e não aproveitar nenhuma, se distanciou da zona de classificação à Libertadores, principalmente por faltar apenas duas rodadas para o fim do Brasileirão. Mas nem tudo está perdido. Com seis pontos ainda em disputa, o Cruz-Maltino terá que "fazer o seu" e ainda monitorar os jogos dos adversários. E não é só no Campeonato Brasileiro.

​Vasco

O Cruz-Maltino terá duas pedreiras pela frente: O Cruzeiro, atual campeão da Copa do Brasil, no Mineirão, e a Ponte Preta, que briga para não ser rebaixada, em São Januário. O time de Mano Menezes é qualificado, mas o Vasco pode se aproveitar porque a equipe celeste, teoricamente, não tem mais o que disputar a não ser a premiação por uma colocação melhor no Brasileirão. Já a Macaca será um adversário difícil pela posição na tabela (17º, com 39 pontos, a um do 16º), mas a força da torcida em São Januário é o trunfo para garantir os três pontos. 

A briga direta do Vasco é contra três equipes: Flamengo, Botafogo e Atlético-MG. Desta forma, o "olho" será nas próximas partidas destes times, que serão as seguintes: 

Flamengo 

Com um panorama parecido com o do Vasco, o rival rubro-negro enfrenta o Santos na Ilha do Urubu, praticamente garantido na Libertadores, apenas brigando por uma premiação maior, como o Cruzeiro, e o Vitória no Barradão, que está brigando para não ser rebaixado (16º, com 40 pontos). O Cruz-Maltino precisa torcer para que o Flamengo não vença, pelo menos, uma das duas partidas, para que seja possível alcançar ou passar o time de Rueda no número de pontos, caso vença seus compromissos. 

Botafogo

O time de Jair Ventura pega o Palmeiras no Allianz Parque, em situação até mais confortável do que Santos e Cruzeiro. Tem 60 pontos, na terceira colocação, e também joga por uma premiação melhor. Como é o jogo de despedida da equipe na temporada, pode ser que o Alviverde vá com força máxima e dificulte para o Botafogo. Na última rodada, o rival é o Cruzeiro no Nilton Santos, e este deve ser um duelo mais fácil. A expectativa do Vasco é um derrota do time de General Severiano e uma vitória cruz-maltina, já que é possível passar o Alvinegro no número de pontos. 

Atlético-MG ​

A vida do Atlético-MG é a mais fácil dos três adversários do Vasco na briga pelo G7. O Galo enfrentará o Corinthians, já campeão e na famosa "ressaca', na Arena do time paulista. O outro adversário é o Grêmio, que irá disputar a grande final da Libertadores no dia 29 de novembro, e provavelmente vai com o time reserva para o duelo com o time de Oswaldo de Oliveira. O time de Zé Ricardo terá que torcer muito por jogos abaixo do esperado para que o Galo tropece já que, mesmo empatados, o time de Minas tem dois de saldo, enquanto o da Colina aparece com menos nove. ​

G-7 PODE VIRAR G-8 OU ATÉ G-9 

Na próxima quarta-feira (22), às 21h45 (de Brasília), o Grêmio entra em campo contra o Lanús, pela final da Libertadores, na Arena do Tricolor. Já no dia 29 de novembro, o jogo é na Argentina e, neste dia, caso a equipe de Renato Gaúcho sagre-se campeã, o Campeonato Brasileiro terá mais uma vaga aberta, virando G-8. Seria mais uma boa possibilidade para o Vasco garantir uma vaga na maior competição da América. 

E ainda tem o Flamengo...

Já às 21h45 (de Brasília) da próxima quinta-feira (23), o Flamengo, no Maracanã, começa a disputar a semifinal da Copa Sul-Americana diante do Junior Barranquilla. A partida de volta, na Colômbia, acontece no dia 30 de novembro. Caso o Rubro-Negro passe à final e vença também o adversário proveniente da outra semifinal entre Libertad e Independiente, outra vaga estará aberta através do Brasileirão, virando G-9 (caso o Grêmio já seja campeão), ou G-8 (se o Tricolor gaúcho falhar na final). Lembrando que, para isso, a equipe de Rueda deve se manter entre os sete primeiros colocados da competição nacional. 

Fonte: Esporte Interativo