Vasco viajará para o Chile com passagem inflacionada

28/01/2018 às 12h25 - FUTEBOL

O pouco caso do ex-presidente Eurico Miranda com as passagens para viajar ao Chile às vésperas do fim de seu mandato custou caro ao Vasco. Com a expiração do prazo para a reserva, a nova diretoria precisou desembolsar cerca de R$ 80 mil a mais pelos bilhetes para a equipe enfrentar a Universidad Concepción pela pré-Libertadores nesta quarta-feira.

Um dia antes do término de sua gestão, o dirigente não se conformou com a intervenção da Justiça, determinando uma administração compartilhada e interina com dois de seus opositores e, em coletiva, informou que não se comprometeria nem com um "saco de gelo". A declaração, inclusive, causou revolta no goleiro e capitão Martín Silva, que expôs sua insatisfação publicamente na derrota por 2 a 0 para o Bangu.

Após ser empossado, o novo presidente, Alexandre Campello, tratou de resolver a questão e, com tudo solucionado, a delegação embarcará neste domingo para o país vizinho. Por lá, fará dois treinamentos antes da partida.

Além das questões referentes às passagens, a diretoria teve de ser cirúrgica em relação à lista dos inscritos para a Libertadores. O clube segurou até o último momento a inscrição em função da pendência com Nenê. Horas antes do fechamento, o Vasco entrou em acordo com o meia, que se transferiu para o São Paulo e abriu uma vaga entre os relacionados.

Técnico da equipe, Zé Ricardo não acredita que o Vasco leve vantagem por ter iniciado a temporada antes dos chilenos:

"Não acredito. Fizeram quatro amistosos. A mesma quantidade de jogos que fizemos. Eles tiveram chegada de jogadores, nós tivemos saídas. É uma competição que precisa saber jogar. Nesse ponto, não acredito que o Concepción saia atrás da gente. Estádio tem grama baixinha, joga em grande velocidade, com variação de jogo. Trouxeram dois jogadores muito bons, Pineda e Figueroa. Não acredito que a gente vai ter facilidade por causa disso, não".

A partida de volta, em São Januário, acontecerá dia 7 de fevereiro. Caso o Cruzmaltino supere o Universidad Concepción, enfrentará na terceira fase o Jorge Wilstermann ou o Oriente Petrolero, ambos da Bolívia.

Fonte: UOL