Vasco x Botafogo é o primeiro clássico pós-fechamento do Engenhão

Em 03/04/2013 07:55
 

Vasco e Botafogo inauguram nesta quarta-feira uma espécie de nova era do futebol carioca. O clássico que começa às 19h30m, pela quarta rodada do Grupo A da Taça Rio, marca o início do Estádio Raulino de Oliveira como a alternativa para abrigar os clássicos regionais após a interdição do Engenhão, que sofre com problemas estruturais. Assim, Volta Redonda será, por tempo indeterminado, a cidade-sede dos jogos entre os maiores rivais do Rio de Janeiro.

Equipes que decidiram a Taça Guanabara, ainda no Engenhão, Vasco e Botafogo vivem momentos distintos no segundo turno. Garantido na final do Carioca, o Alvinegro soma seis pontos em duas partidas disputadas (duas a menos do que o líder Volta Redonda, que tem 12). Já o time cruz-maltino está em situação desesperadora. Somou apenas um ponto em três rodadas e é o lanterna do Grupo A. No caso de um tropeço, o time de Paulo Autuori perderá as chances de chegar à semifinal da Taça Rio.

O inusitado será o fato de o confronto ser disputado em Volta Redonda, onde os dois clubes não contam com bons retrospectos em clássicos. O Vasco sofreu duas derrotas no Raulino de Oliveira em 2005, quando perdeu para Flamengo (1 a 0) e Fluminense (3 a 2). Contra os outros três grandes do Rio, sua única vitória aconteceu em 1976, em um amistoso, por 2 a 0, sobre o Botafogo.

A situação não é diferente com o Glorioso. O time venceu por 3 a 1 o Fluminense na inauguração do estádio em 1951. Desde então, em clássicos, foram três derrotas (duas para o Fluminense e uma para o Flamengo), todas em 2005, e um empate, com o Fluminense, em 2011. Para mudar o cenário, o técnico Oswaldo de Oliveira colocou Bruno Mendes no lugar de Seedorf, suspenso, na volta a campo 10 dias depois da vitória por 2 a 1 sobre o Madureira.

O árbitro Luís Antônio Silva dos Santos apita a partida, auxiliado por Wagner de Almeida Santos e Jackson Lourenço Massarra dos Santos. O Premiere FC exibe o jogo para todo o país pelo sistema pay-per-view. O GLOBOESPORTE.COM acompanha os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos.

As escalações


Vasco: Paulo Autuori não fez mistério e confirmou a formação para enfrentar o Botafogo. A novidade fica por conta o lateral-esquerdo peruano Yotún, que faz sua primeira partida como titular do Vasco. O restante do time será o mesmo que enfrentou o Olaria na estreia do técnico: Alessandro, Nei, Dedé, Renato Silva e Yotún; Sandro Silva, Wendel, Fellipe Bastos e Carlos Alberto; Eder Luis e Tenorio.

Botafogo: sem poder contar com Seedorf, suspenso, o técnico Oswaldo de Oliveira optou pela escalação de Bruno Mendes. Com isso, Rafael Marques ocupará o espaço do holandês no meio-campo, atuando um pouco mais recuado. O time vai a campo com Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Fellype Gabriel, Lodeiro e Rafael Marques; Bruno Mendes.

Quem está fora


Vasco: entregues ao departamento médico, os atacantes Leonardo e Robinho não foram relacionados para o clássico.

Botafogo: Andrezinho, com uma lesão no púbis, e Seedorf, suspenso, são dois desfalques importantes. Além deles, o volante Renato e o zagueiro Antônio Carlos, mesmo recuperados de lesões musculares, ainda não estão à disposição do técnico Oswaldo de Oliveira.

Fique de olho


Vasco: Yotún será pela primeira vez titular do Vasco. Após servir à seleção peruana nas eliminatórias da Copa do Mundo, o lateral-esquerdo vai logo ganhar uma oportunidade de Paulo Autuori, substituindo Thiago Feltri. O jogador disputou apenas uma partida com a camisa cruz-maltina, entrando no segundo tempo da derrota por 1 a 0 para o Volta Redonda.

Botafogo: Bruno Mendes volta a ser titular do time, justamente contra o Vasco. No ano passado, pelo Brasileiro, ele fez dois gols na vitória por 3 a 2 sobre o rival.

O que eles disseram

Paulo Autuori, técnico do Vasco: \"Tenho tremendo respeito por aquela instituição. Devo muito ao Botafogo, (devo) quase a minha vida de treinador ao Botafogo. Mas nesse momento não tenho que tecer esse tipo de comentário. Como homem de futebol, posso falar que é óbvio que o clube cresceu muito de maneira estrutural\".


Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo: \"A gente lamenta (ter que jogar em Volta Redonda), pois esse era um jogo para o Engenhão, principalmente pela situação do gramado. Aqui temos o melhor do Rio de Janeiro\".

Números e curiosidades


* Quem tem vantagem? Confira o histórico do confronto na Futpédia.

* Vasco e Botafogo se enfrentaram apenas 11 vezes fora da cidade do Rio de Janeiro. O clássico aconteceu em Niterói (quatro vezes), Brasília (três), Mesquita, Volta Redonda, Aracaju e Ipatinga (MG), todos uma vez. Nesses 11 jogos, foram quatro vitórias do Botafogo, quatro empates e três vitórias do Vasco.

* A última derrota do Botafogo para o Vasco no Campeonato Carioca ocorreu há dois anos. Em março de 2011 o Vasco venceu por 2 a 0 no Engenhão, com gols de Eder Luis e Diego Souza. Desde então, foram três clássicos, com três vitórias do Botafogo, sendo que duas finais (Taça Rio 2012 e Taça Guanabara 2013).

* Em jogos por todas as competições e amistosos, Vasco e Botafogo já se enfrentaram 318 vezes, com 137 vitórias do Vasco, 95 empates e 86 vitórias do Botafogo. A equipe de São Januário marcou 502 gols e sofreu 430.


Último confronto

Vasco e Botafogo se enfrentaram pela última vez no dia 10 de março, em jogo válido pela final da Taça Guanabara. O clássico, realizado no Engenhão, terminou com vitória do Glorioso por 1 a 0, com um gol marcado por Lucas aos 35 minutos do segundo tempo. Dono da vantagem do empate, o Vasco sofreu pressão durante praticamente os 90 minutos, e o Alvinegro garantiu a vitória numa jogada que começou com um toque de calcanhar de Seedorf.