Veja a situação contratual dos jogadores do Vasco

Em 03/10/2016 08:14
 

Dez rodadas pela frente, 11 pontos a serem conquistados e uma convicção: o Vasco estará de volta à Série A do Brasileirão em 2017. Sendo assim, a próxima temporada já começa a entrar em pauta em São Januário e o tema que mais aflige os torcedores é a montagem do elenco. Depois da experiência traumática de 2015, quando desceu logo após o acesso, a expectativa é de um time que garanta um retorno sem sustos. A panorama, entretanto, aponta para manutenção de mais de 80% do grupo atual, com a busca por reforços pontuais, exatamente como aconteceu em janeiro passado.

Dos 31 atletas à disposição de Jorginho, somente cinco têm contrato encerrado em dezembro: Aislan, Jomar, Bruno Gallo, William e Fellype Gabriel. Mais do que isso, as renovações feitas ao longo de 2016 apontam a satisfação da diretoria com o elenco campeão carioca invicto e que caminha para o título da Série B. Martin Silva, Jordi, Luan, Julio Cesar, Henrique, Diguinho, Douglas, Andrezinho, Nenê e Jorge Henrique tiveram seus vínculos estendidos recentemente. Marcelo Mattos é o próximo da fila e é questão de tempo para colocar o novo acordo no papel. 

Dois outros jogadores ficarão sem vínculo em breve, mas têm as situações bem encaminhadas. O vínculo de Julio dos Santos se encerra em 31 de dezembro, mas por questões trabalhistas, uma vez que a legislação brasileira não permite contratos com duração acima de dois anos para estrangeiros. O acordo na época que chegou do Cerro Porteño, por sua vez, era de três anos. Já Thalles negocia a renovação do contrato que expira em 31 de março e a tendência é que siga em São Januário. 

Do quinteto que fica livre em 31 de dezembro, Aislan e William não seguem no clube. O zagueiro foi muito mal nas oportunidades que teve e é carta fora do baralho, enquanto o volante perdeu espaço após bom início e será devolvido ao Madureira. As raras oportunidades com Jorginho mostram que Fellype Gabriel e Bruno Gallo também caminham para o mesmo destino. Jomar, por sua vez, tem um ponto de interrogação no futuro. Prata da casa, teve desempenho satisfatório quando necessário e a permanência depende das ações do Vasco no mercado. 

Com Rodrigo com idade avançada e Luan na mira do futebol europeu, o Cruz-Maltino projeta a chegada de até dois nomes para o setor. Outras posições identificadas como carentes são as de cabeça de área e centroavante. As contratações, no entanto, ainda são tratadas com paciência nos corredores de São Januário. O que se sabe é que 26 jogadores do elenco atual permanecem. Ou, pelo menos, iniciam 2017 sob contrato.