Veja as notas dos jogadores do Vasco na estreia da pré-Libertadores

01/02/2018 às 08h42 - FUTEBOL

MARTÍN SILVA: No seu jogo de número 200, fez duas defesas à queima-roupa no segundo tempo. A frieza habitual. NOTA 7,5

YAGO PIKACHU: Exagerou na hora dos cruzamentos e ganhou, de bandeja, um gol. Na defesa, fez bem seu papel. NOTA 6

RICARDO: Um pouco fora de sincronia, cometeu falhas e recebeu amarelo. Parecia estar nervoso em alguns momentos. NOTA 4

ERAZO: Tentou fazer o papel de Xerifão. Mas titubeou em alguns lances. NOTA 4,5

HENRIQUE: Muito tímido no apoio, mostrou-se mais preocupado em ficar na defesa. Pouco acionado. NOTA 5

DESÁBATO: Exagerou em alguns momentos, com jogadas mais ríspidas. NOTA 5

WELLINGTON: Caiu de produção no segundo tempo e deixou a dupla de zaga um pouco desprotegida. Mas não comprometeu. NOTA 6

EVANDER: Em 15 minutos mostrou que foi o nome do jogo. Dois gols e deixou a defesa chilena atônita. O melhor em campo. NOTA 8,5

THIAGO GALHARDO: Segurou bem a bola e não deixou cair o ritmo do meio-campo. NOTA 6

WAGNER: Fez pouco para quem vai ser o cérebro do time. Mostrou ao menos liderança e carimbou todas as jogadas. NOTA 5

RILDO: Entrou para dar um pouco mais de velocidade ao time e deixou sua marca. NOTA 6,5

PAULINHO: Praticamente imparável. Deixou os chilenos loucos com sua velocidade. Foi a válvula de escape para o ataque. NOTA 8

ANDRÉS RIOS: Um pouco perdido, destoou do restante do setor ofensivo. NOTA 4

RIASCOS: Uma cabeçada fraca. E foi só. NOTA 4,5

Fonte: O Dia