Zé Ricardo traça meta de pontos para o Vasco levar a vaga da Libertadores

10/11/2017 às 13h06 - FUTEBOL

Zé Ricardo: "A gente pode até não ganhar domingo, mas não vai faltar luta, não vai faltar disposição".

Zé Ricardo: "Todos os atletas que a gente não pode contar, o Luís Fabiano, Kelvin, o Marcelo Mattos, Gilberto que ficou um tempo fora, Breno e Wellington, são jogadores que fazem falta. Mas a gente não pode disputar o Brasileiro com 12, 13 jogadores. A gente tem de fazer com que todos tenham a mesma informação para que na hora da troca estejam o mais próximo possível do que a gente quer".

Zé Ricardo: "Acho que vale muito mais a preparação para o jogo. Vamos traçar a estratégia e ir a campo com muita confiança. Uma vitória seria fantástica. Seis pontos contra São Paulo e Santos, seria muito, muito bom".

Zé Ricardo: "O Santos ainda tem mais de 70% de aproveitamento como mandante. Dificilmente é derrotado na Vila Belmiro. Sair perdendo e conseguir reverter da forma como foi, contundente, lógico que dá confiança. Mas precisamos manter regularidade. Já provamos que temos condições de fazer. Agora é tirar esse jogo como padrão e, caso oscile, que seja oscilação pequena, não como foi contra o Vitória".

Zé Ricardo: "Três jogadores do nosso time base fizeram pré-temporada no Vasco. O grupo se torna heterogêneo. Tudo isso contribui para uma irregularidade muito grande. Os jogadores precisam ter essa confiança. Uma coisa vai emendando na outra. Às vezes a pessoa olha o resultado e não faz uma avaliação mais ampla, e sem o resultado a gente não consegue ter tranquilidade para fazer isso"

Zé Ricardo: "Por isso estou pedindo o apoio da torcida, faz parte dessa reconstrução. Nos deram oportunidade de mirar uma Libertadores, brigar por coisa boa. A gente vai fazer o máximo. Se no final não der, vamos acabar o ano com sentimento de dever cumprido. O que não pode é terminar o ano achando que não demos o nosso melhor".

Zé Ricardo: "Não posso te dar 100%, mas dos 15 pontos que vamos disputar, se a gente conseguir oito pontos a gente tem uma possibilidade. Se conseguirmos nove ou dez pontos, três vitórias e um empate, acho que a gente teria uma chance de 82% chegando a 10 pontos. Temos três jogos em casa e dois fora, todos difíceis, só um que briga contra o rebaixamento, os outros brigam pelo mesmo objetivo"

Zé Ricardo: "Então precisamos ter atenção a esses jogos e alimentar esse sonho da forma correta. Se tudo correr bem, estaremos na Libertadores, se não correr bem, temos de estar ali na Sul-Americana".

Zé Ricado: "O São Paulo teve uma trajetória parecida. Teve um momento bem difícil. A gente sabe que uma equipe grande quando entra na zona de rebaixamento é bem complicado. Por ser um momento diferente, a administração também é diferente. Vocês viram o Internacional. Com todos o respeito às outras equipes, mas Internacional, São Paulo, não têm essa dimensão".

Zé Ricardo: "Não fizemos jogos com uma visibilidade tão bonita. Precisávamos do simples. Quando a performance se aproxima do resultado, fica mais fácil de conquistar os pontos. Agora a gente tem condições de trabalhar algumas variáveis, arriscar coisas mais agressivas no jogo, até porque temos uma coisa bem grande lá na frente que pode justificar isso. Vamos fazer isso."

Zé Ricardo: "A torcida que vier aqui no domingo verá um time muito comprometido com o resultado. Lógico que com uma estratégia"

Fonte: GloboEsporte.com