Zico faz críticas a Philippe Coutinho

19/06/2018 às 08h08 - FUTEBOL

Com a disputa de três Copas do Mundo no currículo (1978, 1982 e 1986), o ex-jogador Zico tem bagagem para falar de seleção brasileira e não gostou nadinha da estreia da equipe de Tite no Mundial da Rússia. Para o Galinho, o Brasil decepcionou no empate em 1 a 1 contra a Suíça, neste domingo.

“Lógico que todos nós esperávamos uma grande atuação com vitória e tal, mas foi decepcionante. Eu digo decepcionante pra mim mais no primeiro tempo. Porque uma coisa que eu sempre aprendi... Quando você está melhor no jogo, quando você faz um gol, tem que pressionar, tem que ir lá fazer o segundo logo...”, disse Zico no canal do Youtube "Zico 10".

Sobraram críticas até para os craques Neymar e Coutinho. O segundo, autor de um golaço.

“Apesar de correr, de lutar, de tentar as jogadas, ter iniciativa... mas a gente sempre espera mais dele. A gente sabe que ele não está com ritmo de jogo, às vezes desperdiça algumas bolas, por essa falta de jogo mesmo... O que é normal para quem ficou três meses parado, mas tentou as jogadas, teve iniciativa...”, disse Zico, sobre Ney.

“Fez um golaço, mas tem horas que desaparece um pouco do jogo... é um jogador que o Neymar procura sempre para as tabelas...”, acrescentou o Galo, sobre Coutinho.

Sobre os lances polêmicos, Zico afirmou ter achado pênalti em Gabriel Jesus e falha de Miranda no lance do gol suíço.

“Aí no segundo tempo vem um escanteio... Acho que não é o problema de empurrar ou não empurrar. O Miranda marcou mal, marcou errado... Pelo que eu aprendi de marcação, você tem que ficar entre o seu gol e o jogador, e o Miranda ficou na frente. E aí a bola vem, ali no meio do bolo, o cara encosta... Dá uma empurradinha... Já aconteceram tantos gols assim...”, analisou.

Por fim, Zico disse ter sentido falta de Daniel Alves.

“Vi o Brasil meio torto... Ali aquele triângulo do Neymar, Marcelo e Coutinho funcionando bem pelo lado esquerdo, mas pelo lado direito Paulinho, em nenhum momento, foi lá pela direita para ajudar o Willian... O Danilo subiu uma ou duas vezes em 90 minutos. Então a seleção fica muito fácil de ser marcada. Quando tinha o Daniel Alves, ele vai embora... Então você tem jogada ofensiva pelos dois lados... Casemiro, Miranda, Thiago Silva sabem cobrir... Mas você tem que ter essa jogada pelos dois lados... Se não fica fácil para a marcação... Isso não aconteceu, o Brasil ficou só no 1 a 0 no primeiro tempo...”,

Fonte: Extra