As lições de Goiás 0 x 1 Vasco

12/08/2019 às 11h43 - FUTEBOL

Ontem à noite, no Serra Dourada, o Vasco da Gama, enfim, venceu fora do Rio de Janeiro pelo Brasileirão. Com gol de Marcos Júnior, o Cruzmaltino arrancou os três pontos do Goiás, na rodada 14 do campeonato. Placar de 1 a 0 importante para manter a boa sequência e se distanciar ainda mais da zona do rebaixamento.

Luxemburgo, no entanto, tem algumas respostas para ajustar o time. Confira, portanto, o que o Vasco tirou de lição do duelo ontem no Centro-Oeste:

1 – Potencial das joias da base

Mais uma vez, Talles Magno e Marcos Júnior entraram como titulares pelo Vasco. O último, aliás, acabou marcando o seu primeiro gol pela equipe carioca, com finalização precisa no primeiro tempo.

Diante dos problemas de ordem financeira que assolam o Cruzmaltino, a aposta segue sendo nas joias da base.

2 – Pikachu de volta à meia

Com Raúl Cáceres posicionado na lateral, coube a Yago Pikachu ser o meia pela direita. Ele teve, inclusive, uma boa chance para abrir o placar, depois de boa inversão de bola de Richard.

Em jogos fora de casa, nos quais o Vasco vai precisar de mais proteção pelos lados, é uma boa dobradinha. Pikachu mais à frente também é sinônimo de qualidade na finalização.

3 – Faltou velocidade para contra-atacar

Luxemburgo falou, na coletiva pós-jogo, sobre a falta de velocidade do Vasco para fazer a “transição ofensiva”. Pela forma como o time abordou o jogo, na etapa complementar, seria importante encaixar contra-ataques para desafogar a defesa e, principalmente, incomodar o adversário. Apesar da vitória, o Cruzmaltino jogou muito atrás depois do intervalo.

4 – Para fugir da zona da confusão é importante ganhar fora

O Vasco confia bastante no poder de São Januário para se estabilizar no Brasileirão. Para tanto, vai precisar arrancar uns pontos longe de casa se quiser sair da zona da confusão, como gosta de falar Luxemburgo.

O triunfo, em Goiânia, representa uma mudança de paradigma para o time que não vencia, longe do Rio, desde novembro de 2017.

5 – Defesa vai encorpando

Com a volta de Fernando Miguel à meta e uma dupla de zaga mais segura, formada por Henríquez e Leandro Castán, o Vasco chegou ao segundo jogo sem sofrer gol. É a primeira vez, portanto, que isso acontece no Brasileirão.

  1. Porém, o time já sofreu 18 gols em 14 partidas. A média continua superior a um tento por jogo.

Fonte: Torcedores.com