As lições que o Vasco tirou da vitória contra o São Paulo

26/08/2019 às 10h58 - FUTEBOL

Com mais de 20 mil torcedores em São Januário, o Vasco venceu o São Paulo por 2 a 0 neste domingo. Os gols foram marcados por Talles Magno, o melhor em campo, e por Fellipe Bastos, ambos no segundo tempo. O Cruzmaltino foi o primeiro carioca a bater um paulista no Brasileirão.

Confira, então, as cinco lições que o técnico Vanderlei Luxemburgo tirou da vitória de ontem:

1 – São Januário é fundamental no Brasileirão

Foi a quarta vitória consecutiva do Vasco, no caldeirão de São Januário, neste Brasileirão. Em seis jogos disputados no estádio, o Cruzmaltino só perdeu uma vez – e Luxa nem era o técnico.

Nas outras três partidas que não pôde mandar no estádio, o Vasco não venceu. Empates contra Corinthians (em Manaus) e CSA (em Cariacica), além da derrota para o Flamengo (em Brasília). Portanto, São Januário é fundamental.

2 – Talles Magno, o destaque

Na semana passada, o Vasco fez um esforço para contar com o talento do jogador que decidiu a partida contra o São Paulo. Talles Magno, com apenas 17 anos, mostrou frieza em dois lances na grande área e qualidade para deslocar Tiago Volpi. Foi seu primeiro gol com a camisa Cruzmaltina.

Em tempos de dificuldade financeira e com base no talento de Talles, a aposta de Luxemburgo tem se justificado.

3 – Concentração no meio-campo

Mais que vencer, o Vasco convenceu pela entrega com a qual entrou na partida. Empenho para sempre dobrar a marcação em Daniel Alves e Antony. Uma postura intensa que fez o time ser soberano, mesmo enquanto o São Paulo tinha 11 jogadores em campo.

4 – Volta ao padrão

O Vasco tem como principal característica ser um time forte defensivamente para chegar ao ataque. Ontem, a dupla de zaga do clube praticamente não foi incomodada. A volúpia Cruzmaltina no meio-campo ditaram o ritmo da equipe. Andrey, Richard e Raul, os três volantes, combinaram quatro desarmes dos 11 da equipe.

5 – Danilo Barcelos como opção

A entrada de Danilo Barcelos na lateral esquerda, na vaga do pendurado Henrique, era para evitar uma expulsão no decorrer do jogo. Mas a opção de Luxa deu muito certo. O camisa 14 do Vasco participou diretamente dos dois gols, com os cruzamentos precisos. Pode voltar a pleitear uma vaga como titular.

Fonte: Torcedores.com