CBF cria grupo para discutir reformulação dos Estaduais

15/11/2018 às 10h46 - FUTEBOL

Após a Globo pedir uma revisão no calendário brasileiro e sugerir que os Estaduais fossem repensados, a CBF criou um grupo, formado pelos presidentes das federações, para discutir o futuro e mudanças nos regionais a partir de 2020.

A intenção do grupo é achar uma solução para salvar os Campeonatos Estaduais. A hipótese de acabar com as competições foi levantada, mas é praticamente impossível. Inclusive devido a questões políticas e contratuais.

O Carioca e o Paulista, por exemplo, têm contrato até 2024 e 2021, respectivamente. No entanto, o Flamengo é o único time que assinou o acordo até o próximo ano apenas. A Globo, porém, já demonstrou desinteresse nas competições e pressiona para que alguma coisa seja feita.

No Sul, o Gauchão só está garantido até 2019. Mesmo com contrato até 2021, ele pode ser quebrado a partir do ano que vem sem pagamento de multa. “Garantido mesmo está até 2019. A preocupação é grande”, disse Francisco Noveletto, presidente da Federação do Rio Grande do Sul, ao UOL.

Outros Estaduais, por sua vez, já foram deixados de lado. É o caso do Paranaense, que não teve transmissão já em 2018. Além disso, no Nordeste, a Copa do Nordeste é bem mais forte que os regionais.

Segundo o UOL, Globo e CBF conversam sobre a redução das competições, mas essa não seria de forma drástica. Isso porque, a Confederação Brasileira argumenta que esses campeonatos são pilares do futebol do país e empregam milhares de jogadores. Inclusive revelando vários nacionalmente.

Outro fato importante seria a redução de investimentos da Globo. Como a emissora teve que gastar mais com Brasileirão e Libertadores, a verba disponibilizada para os Estaduais caiu consideravelmente. Além disso, a Turner não teria força e nem vontade de virar concorrente.

Uma das soluções propostas seria unificar a fórmula dos campeonatos estaduais, de forma que todos ocorressem de forma padrão. A discussão, que comentou nesta semana, ainda tem tempo para arrumar uma solução que agrade a todos, mas o desafio de equacionar a vontade da CBF, Globo e equipes é bastante difícil.

Fonte: Torcedores.com

Especulação

Não vem

Você aprova a contratação de Ricardo Rocha (Dirigente)?

Especulações Mercado