Condenação de Eurico por agressão é definitiva e não cabe recurso

24/03/2006 às 19h14 - CLUBE

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, foi condenado pela 1ª Turma Recursal Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro a seis meses de prisão pela agressão ao repórter Carlos Monteiro, em 2004, após a final do Estadual do Rio, entre Vasco e Flamengo.

Na ocasião, Monteiro perguntou a Eurico o que seria feito com os trinta mil litros de chope que o presidente do Vasco afirmara em entrevista anterior que já havia encomendado para comemorar o título. O Flamengo derrotou o Vasco por 3 a 0 na final e, irritado com a pergunta, Eurico agrediu o repórter.

O presidente do Vasco havia sido absolvido em primeira instância pelo juiz do JECRIM do Maracanã, mas o Ministério Público e o advogado do jornalista recorreram e Eurico foi condenado. No entanto, a pena foi convertida em uma multa de R$ 12 mil a serem pagos para a vítima. A 1ª Turma Recursal considerou a sentença definitiva, não cabendo recurso.

Fonte: Globo Online