Desgaste e gratidão encaminham processo de saída de Martín do Vasco

11/12/2018 às 08h18 - FUTEBOL

Já são quatro temporadas no clube e alguns contratempos na caminhada. Em baixa e na reserva ao fim de 2018, Martín Silva está desgastado no Vasco e quer sair. O status de ídolo e o carinho mútuo construído com o torcedor ao longo do tempo, porém, fazem o uruguaio rechaçar a ideia de deixar São Januário de forma litigiosa. Com propostas tentadoras do Cerro Porteño e, principalmente, do Libertad, o goleiro sinaliza com uma transferência, mas quer ir em paz, pela porta da frente. 

Pessoas ligadas ao Cruzmaltino confirmam que o empresário do jogador, Régis Marques, já comunicou ao clube as ofertas das equipes paraguaias e também o desejo de Martín de mudar de ares. O Vasco, no entanto, ainda aguarda a proposta em mesa para debater uma possível transação. 

Ciente das dívidas do clube com o goleiro - que estão na casa dos R$ 700 mil e foram renegociadas duas vezes - os paraguaios inicialmente sugeriram o caminho da Justiça, algo prontamente descartado pelo uruguaio em virtude de sua gratidão ao Vasco. A ideia, então, é obter uma rescisão amigável, com a amortização do débito, que somada aos salários do atleta até o fim do contrato, que vence em 2020, pode significar uma economia milionária aos combalidos cofres vascaínos. 

Um retorno ao Paraguai é visto com bons olhos por Martín Silva, uma vez que o goleiro e sua família se sentiram muito bem adaptados ao país quando ele defendeu o Olímpia, entre 2011 e 2013, no clube em que também construiu grande prestígio junto a torcida e imprensa. 

Idolatria e queda de rendimento 

Martín foi bicampeão carioca com o Vasco (2015 e 2016) e acabou rebaixado no Campeonato Brasileiro de 2015. O carinho que conquistou do torcedor nestes tempos difíceis do clube o fez ser alçado ao status de ídolo, tendo inclusive um lugar no painel de fotos gigante na arquibancada de São Januário ao lado de jogadores históricos cruzmaltinos, como Roberto Dinamite, Romário, Edmundo, Juninho Pernambucano e Felipe, entre outros. 

Silva disputou as últimas três Copas do Mundo pelo Uruguai, sempre ficando no banco. Sua participação no Mundial da Rússia de 2018 rendeu R$ 1,2 milhão ao Vasco por conta do mecanismo da Fifa. 

Nesta temporada, porém, Martín teve um rendimento abaixo do esperado e foi barrado por Fernando Miguel, que havia sido contratado em maio para ser seu reserva. 

Fontes do clube afirmam que o fato de o goleiro não ir para o banco nas últimas duas rodadas - enquanto o time brigava contra o rebaixamento - pegou mal entre o elenco. A informação oficial é de que ele tinha dores no joelho direito. 

Foto: Thiago Ribeiro/AgifMartín Silva em ação contra o Bahia; goleiro está desde 2014 no Vasco
Martín Silva em ação contra o Bahia; goleiro está desde 2014 no Vasco

Confirmado

Você aprova a saída de Martín Silva?

Fonte: UOL

Especulação

Contratado

Você aprova a contratação de Lucas Mineiro?

Especulações Mercado