Edmundo: Parece que eu nunca saí do Palmeiras`

11/01/2006 às 14h05 - FUTEBOL

Edmundo viveu dias de glória no Parque Antártica antes de deixar o clube em 1995. Na década vivida longe da Academia, o Animal fracassou no Flamengo, magoou os palmeirenses ao vestir a camisa do Corinthians, fez sucesso no Vasco, irritou os italianos da Fiorentina, jogou final de Copa do Mundo e justificou seu apelido com inúmeras confusões fora de campo.
Apesar da trajetória turbulenta traçada pelo jogador ao longo da carreira, ele tem a sensação de que jamais abandonou o Verdão. \"Parece que eu nunca saí do Palmeiras. Não tenho a noção exata do que representa a minha volta\", reconheceu Edmundo.

Do alto de seus 34 anos e com um discurso bem articulado, o Animal se mostra uma pessoa mais madura. \"Hoje, sei as coisas boas e as coisas ruins. No futebol, o clube fica e o jogador passa. Por isso, nossa passagem tem que ser o melhor possível\", afirmou.

Além da mudança de personalidade, Edmundo garante que também evoluiu dentro do gramado. \"Já estou há 15 anos jogando futebol. Melhorei a parte tática, conclusão e passe. Quando você é novo e tem muita fibra, acaba extrapolando em alguns fundamentos\".

Apesar da larga experiência futebolística, o atacante vive os mesmos problemas de qualquer jogador prestes a estrear. \"Independente da idade, a ansiedade existe. Logo no primeiro coletivo, você já quer mostrar tudo que pode e acaba cometendo erros que não cometeria em condições normais\", admitiu.

Bem-humorado e com a testa um pouco maior, Edmundo parece o mesmo garoto que veio do Vasco da Gama e estreou pelo Palmeiras com uma vitória sobre o Marília no Campeonato Paulista de 1993. \"Falta um pouco de cabelo. Mas a vontade, a expectativa e a determinação ainda são as mesmas. O entusiasmo continua 100%\".

Fonte: Gazeta Esportiva.net