Estadual de Remo começa com vitória do Flamengo; Vasco fica em 2º

02/04/2006 às 18h27 - OUTROS ESPORTES

Na manhã deste domingo (02/04) no Estádio de Remo da Lagoa, aconteceu a 1ª Regata do Campeonato Estadual de Remo de 2006. Num dia bastante tumultuado o Flamengo venceu a regata e também lidera a pontuação geral do Campeonato, que descarta as provas das categorias Infantil e Máster. O Vasco venceu as duas principais provas, com atletas da categoria Sênior, porém o Flamengo lidera no geral com 72 pontos. O clube cruzmaltino está em segundo lugar com 57 e o Botafogo aparece em terceiro com 19. A próxima regata será realizada no dia 23 de abril.

O dia começou já com uma polêmica. Na 1ª prova (Sênior A), um barco rubro-negro estava com defeito não tendo condições de entrar na água. A Federação Estadual de Remo resolveu adiar a realização até que o barco flamenguista estivesse consertado, o que aconteceu entre a sétima e oitava provas. Mesmo assim o Vasco esperou e saiu vencedor da disputa com o atleta Vaval.

\"A prova foi prejudicada por causa da transferência do horário. Isto quebrou o ritmo de aquecimento, atrasando uma hora e meia, quase duas horas. Mas mesmo assim na água vencemos com autoridade!\", disse o campeoníssimo Vaval.

O segundo caso polêmico da regata foi um bate-boca entre dirigentes. O Flamengo escalou o remador Adílson Campelo Rodrigues na prova do Double Skiff de Estreantes, porém o atleta não é mais estreante. O técnico Marcelo Neves comentou a questão:

\"O atleta pernambucano do Flamengo já tinha disputado três provas em 2003 pelo Clube Náutico Capibaribe, e no ano seguinte em mais duas, fora o Campeonato Norte-Nordeste. Ele já participou dessas provas oficiais, logo não poderia competir em 2006 como estreante. Isto é um escárnio! Uma vergonha! Só mesmo o Flamengo para pegar um atleta que remou há três anos e transformá-lo em um estreante. É a mesma coisa que pegar o Chico Buarque e dizer que ele é um músico calouro!\", explicou o treinador vascaíno.

Curiosamente, o Flamengo utilizou o mesmo recurso para tentar impedir o hexacampeonato do Vasco em 2003. Naquele ano, o Conselho Técnico da Federação entendeu que a malandragem rubro-negra era irregular, dando ganho de causa ao Vasco. O clube da Gávea não pode pegar um atleta que se destaca em outro estado e inscreve na categoria estreante. Porém, através de manobras jurídicas até mesmo na Justiça Comum, o Flamengo conseguiu deixar a decisão sub-judice. Até hoje não há uma definição em relação ao Campeão Estadual de Remo de 2003.

Confira as posições em suas respectivas provas:

Sênior A
1º Vasco B
2º Flamengo A
3º Vasco A

Single Skiff - Infantil
1º Campos
2º Botafogo
3º Vasco

Double Skiff - Estreante
1º Escola Naval
2º Vasco
3º Botafogo

4 Sem - Junior A
1º FlamengoA
2º Vasco
3º Flamengo B

2 Sem - Peso Leve
1º Flamengo
2º Vasco

Four Skiff - Máster
1º Flamengo B
2º Vasco
3º Flamengo A

Single Skiff - Junior B - Feminino
1º Flamengo
2º Botafogo
3º Flamengo B
4º Vasco

2 Com - Junior A
1º Flamengo A
2º Vasco A

Four Skiff - Sênior A - Feminino
1º Flamengo A
2º Vasco B
3º Botafogo

Doublé Skiff - Junior B
1º Flamengo A
2º Botafogo
3º Vasco A

8 com Sênior B
1º Vasco
2º Flamengo

Fonte: Site oficial do Vasco