Ex-Vasco, Erazo revela mágoas e culpa diretoria pela sua saída do clube

19/05/2020 às 17h23 - FUTEBOL

Convivendo com a falta de dinheiro nos últimos anos, o Vasco tem contratado muitos jogadores que são considerados apostas tanto no cenário nacional, quanto no futebol internacional. A maioria desses atletas acabam não dando certo. E em time grande com o a equipe carioca, se o atleta não demonstrar técnica e raça, a torcida vai perder a paciência muito rápido. Para isso, é importante que todos saibam que antes de se aventurar em um time grande do Brasil, é preciso saber não só o lado positivo, mas também os negativos.

No último domingo (17), o ex-zagueiro vascaino Frikson Erazo concedeu uma entrevista exclusiva ao jornal Havlone Deportivo, do Equador. Ao ser questionado sobre os motivos pelos quais acabou deixando um dos maiores clubes do Brasil após quatro anos, o zagueiro revelou que pensou muito mais na família do que em sua carreira. O atleta alegou que não estava conseguindo dar atenção para sua mulher e seus filhos e isso estava afetando o seu desempenho nas partidas e nos treinos. Por isso, decidiu rescindir com o Almirante após uma temporada e voltar para o Barcelona de Guayaquil. O defensor atuou por quatro temporadas no Grêmio e Atlético Mineiro.
 

Outro fator que chateou o defensor equatoriano foi que muitos diretores do Cruz-Maltino jogavam contra sua permanência no clube. O zagueiro também revelou que viveu um drama na equipe carioca quando não foi inscrito para os torneio locais. Com os problemas internos da diretoria, o zagueiro acabou ficando sem jogar mais de 6 meses. Por fim, contou que nunca tinha passado por essa situação inesperada em toda sua carreira.

“Por não estar registrado, eu não poderia entrar em campo. Em casos como esse, você não pode acusar o atleta de render pouco nos treinamentos, mas sim de incompetência de quem comanda, pois eu só esperava uma resposta final de quem inscreve os jogadores”, concluiu.

Para o setor defensivo desta temporada, o Vascão conta com Leandro Castán, Henrique Milagres, Ramon Motta, Werley e Ricardo Graça. A diretoria ainda procura um defensor com status de títular. Na última sexta-feira (15), em entrevista ao Canal do Venê Casagrande, André Mazzuco revelou que procurou o zagueiro Messías, ex América Mineiro, por empréstimo.

Fonte: Bolavip